“Arão, vai se f…, meu Botafogo não precisa de você”, “Ei, Arão, vai tomar … “, “Airton, preste atenção, tem quebrar a perna do Arão”. Hostilizado pela torcida do Botafogo desde o início do clássico, Willian Arão sentiu a pressão, errou passes, pouco produziu e teve atuação discreta no empate em 2 a 2 com o Flamengo.

A situação ainda poderia ter sido pior: Willian Arão colocou a mão na bola dentro da área e o árbitro não marcou pênalti. O volante sequer quis dar entrevista.

O volante tem sido alvo da torcida do Botafogo porque se recusou a cumprir o contrato que assinou, com cláusula de renovação mediante pagamento de R$ 400 mil. Ele devolveu o dinheiro e foi para o Flamengo. O caso corre na Justiça.

Fonte: Redação FogãoNET