GATITO: 5,5
Fez boas defesas durante o jogo, mas soltou a bola que originou o polêmico pênalti

FERNANDO: 4,0
Burocrático demais. Pega a bola e se limita a tocar para o lado ou chutar para a frente. E sofreu na marcação

MARCELO BENEVENUTO: 7,5
Fez uma partidaça. Ganhou diversos duelos individuais no mano a mano e fez boas coberturas em velocidade

GABRIEL: 6,5
Fez um bom jogo no geral e deu azar no lance do pênalti, ao pisar sem querer em Deyverson

GILSON: 6,0
Fechou o seu lado e deu opção em ultrapassagens

JOÃO PAULO: 5,5
Fez partida razoável, com combate e troca de passes

ALEX SANTANA: 5,5
Se esforçou, correu, marcou, mas não foi tão produtivo nem perigoso

CÍCERO: 4,0
Baixo poder de marcação e de criação. Injustificável continuar no time

LUIZ FERNANDO: 6,0
Errou algumas bolas, mas foi a melhor opção ofensiva do Botafogo, carregando a bola em velocidade

LEO VALENCIA: 5,0
Perdeu bolas perigosas e errou passes importantes na frente. Mas tentou o tempo todo e chamou o jogo

DIEGO SOUZA: 4,0
Segue sem justificar sua contratação e a titularidade. Pesado, não se impõe nem cria lances perigosos

GUSTAVO FERRAREIS: 4,0
Entrou mal demais, fora do ritmo do jogo e do time

IGOR CÁSSIO: 4,5
Se enrolou com a bola, perdeu lances fáceis e nada produziu

YURI: 5,5
Um pouco mais dinâmico, ao menos trabalhou a bola e tentou passes

EDUARDO BARROCA: 5,0
Seu time mostrou organização e bom jogo coletivo. O problema foi a baixa qualidade do elenco. Poderia parar de insistir com Fernando, Cícero e Diego Souza. As alterações pouco produziram, mas não tinha muito como fazer diferente

Fonte: Redação FogãoNET