Orgulho. Assim o técnico Eduardo Barroca definiu o significado da vitória do Botafogo sobre o Atlético-MG por 2 a 1 neste domingo, no Estádio Nilton Santos, pelo Campeonato Brasileiro. Em meio à crise financeira, que resulta em dois meses de salários atrasados de funcionários e jogadores, o comandante da equipe alvinegra valorizou bastante o triunfo em casa, que fez o Glorioso assumir a décima colocação, com 26 pontos.

– Temos nos agarrado 100% na preservação do lado desportivo. Eles (jogadores) conversaram comigo para que eu fosse o elemento junto com o Anderson (Barros, gerente de futebol) que mantivesse a ordem do lado desportivo em sua plenitude e é isso que tenho feito com eles. Não posso deixar de exaltar a atitude, o profissionalismo deles, um grupo frontal para debater e discutir suas posições. Essa vitória tem uma importância a mais pelos funcionários. Na quinta-feira estava chovendo muito, o Átila, que é um dos nossos massagistas, um senhor com idade para ser meu pai, estava servindo água, atento, e esses são indicativos de que podemos ir longe mesmo diante das dificuldades que estamos vivendo. Precisamos do triângulo central direção-comissão-jogadores, temos o Anderson que é uma pessoa bastante importante representando a direção, a comissão se dedicando ao máximo e os jogadores fazendo seu trabalho junto com o torcedor que mostrou mais uma vez que está ao nosso lado. Saímos muito satisfeitos com o que fizemos hoje. Temos que ir para casa com muito orgulho. Foi uma tarde muito especial para todos nós – disse Barroca.

O técnico do Botafogo elogiou também a atitude da torcida, que declarou apoio aos jogadores durante a partida contra o Atlético-MG com gritos como “Estamos com vocês!”, e fez uma menção muito bonita aos botafoguenses.

A torcida do Botafogo sempre esteve ao lado da gente. Ela reconhece. Por isso que eu não seria capaz vir aqui e falar que iríamos brigar lá embaixo, jamais. O torcedor merece que a gente lute até o fim para brigar o mais em cima que puder, mesmo diante das dificuldades. Não vou ser o cara que vai vir aqui e falar que vamos brigar para não cair porque está vendo a dificuldade. O torcedor sabe qual é a dificuldade, entende as dificuldades, está ao nosso lado e nós vamos dar o nosso melhor. A torcida vai ter de mim sempre o maior entusiasmo e a confiança de trabalhar. Eu vejo no grupo ambição para brigar por coisas grandes. O Botafogo não vendeu nada barato para ninguém até aqui – frisou.

Eduardo Barroca concedeu a entrevista coletiva fora da sala de imprensa, sem as marcas dos patrocinadores do clube serem exibidas, mostrando fazer parte do protesto dos jogadores iniciado durante a semana:

– Estou 100% junto com os jogadores. Essa decisão de sair da sala de imprensa foi do departamento de futebol e eu acatei. Todos nós estamos juntos nesse cenário. Preciso preservar o lado desportivo, fazer com que o Botafogo saia desse cenário através de vitórias e conquistar o nosso torcedor, e hoje conseguimos fazer isso.

Fonte: Redação FogãoNET