Imagino o perrengue da comissão da CBF para elaborar a relação dos 23 jogadores que participarão dos dois primeiros amistosos da seleção brasileira no pós-Copa, dias 7 e 11 de setembro – contra os Estados Unidos, em Washington, e El Salvador, em Nova Jersey.

Porque se o foco estiver só no cumprimento da agenda assumida antes do Mundial da Rússia, embrulha e manda: faz a relação com base nas exigências do contrato, e complementa com possíveis destaques em âmbito nacional.

Aliás, é bom esclarecer que, geralmente, a CBF se compromete com os organizadores a levar um time representado por um número “x” de jogadores que atuam em clubes europeus.

Mas, enfim, se a entidade deseja iniciar o trabalho com vistas à Copa América de 2019, aqui no Brasil, será necessário encarar as rusgas que estarão por vir com os clubes daqui _ principalmente.

Como, por exemplo, Flamengo e Corinthians, adversários nas semifinais da Copa do Brasil, no dia 12 _ ainda sem mando de campo definido.

Porque a convocação a ser feita na manhã desta sexta-feira poderia ter, sem nenhum exagero, o lateral Fagner e o meia Lucas Paquetá, jogadores que ficariam fora das rodadas 23 e 24 do Brasileiro.

Perderiam jogos contra Internacional (fora) e Chapecoense (casa), no caso do rubro-negro; e Ceará e Palmeiras, ambos fora, no caso do corintiano.

Com um agravante: o primeiro confronto entre os dois clubes pela semifinal da Copa do Brasil está marcado para a noite do dia 12 de setembro – um dia após o segundo amistoso da seleção.

Ainda que iniciem viagem de regresso ao Brasil na noite do próprio dia 11, Fágner e Paquetá chegariam ao Rio ou a São Paulo na manhã do dia do jogo.

Um desgaste físico que poderá comprometer ainda mais jogadores submetidos ao desgastante calendário de seus clubes.

Cenário no qual poderão estar outros destaques do Brasileiro.

Gente como o tricolor Pedro, os gremistas Grohe, Luan, Geromel e Everton; os cruzeirenses Fábio e Dedé; o santista Rodrygo, o palmeirense Bruno Henrique…

… e, acreditem vocês, o lateral-direito alvinegro Marcinho.

Isso mesmo!

O jovem sobrinho do técnico Osvaldo Oliveira deverá ser a maior surpresa da primeira lista de convocados elaborada por Tite após a Copal da Rússia.

Vejamos…

Fonte: Blog do Gilmar Ferreira - Extra Online