O São Paulo trabalha para contratar o técnico Ricardo Gomes, que está no Botafogo. Em duas semanas, desde que a diretoria do clube paulista ficou sabendo que perderia Edgardo Bauza para a seleção argentina, a cúpula do futebol no Morumbi tratou de fazer uma varredura no mercado até chegar no nome do técnico do time carioca. Ricardo Gomes é visto como o mais indicado para comandar o São Paulo neste semestre, mas sobretudo em 2017, quando o Tricolor ensaia uma virada em tudo o que vem fazendo (de errado) nos últimos anos. O São Paulo vai atrás da solidez e expertise que deixou acabar com os últimos comandantes. Ricardo Gomes faz parte desse projeto de pelo menos três temporadas. Além disso, Leco, o atual presidente, que assumiu no lugar de Carlos Miguel Aidar, já admite que vai concorrer às eleições. Ele teria direito a mais dois mandatos porque esse não conta.

Entre São Paulo e Ricardo Gomes já está tudo acertado. O próximo passo agora é ajeitar a saída do treinador do Botafogo. O time carioca faz campanha perigosa no Brasileirão, ameaçado de cair novamente. Ocupa a 20ª posição, com 20 pontos, mas tem uma partida a menos do que os concorrentes que estão na Z-4. Uma vitória faria diferença na pontuação, deixando o time de General Severiano em posição intermediária no Brasileiro. O São Paulo também teria costurado de forma satisfatória o relacionamento de Ricardo Gomes com o Botafogo, clube que o sustentou e lhe trouxe novamente para o futebol depois de ele sofrer um AVC. Ricardo já foi sondado por outros clubes, entre eles o Cruzeiro, e sempre manteve-se fiel ao Botafogo, entendendo que deveria isso à equipe. Agora, sente-se confortável para a mudança. Morar em São Paulo também faria parte do seu projeto de vida nesse momento.

Fonte: Blog do Robson Morelli - Estadão