Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Carioca

17/04/21 às 16:00 - Maracanã

Escudo Fluminense
FLU

X

Escudo Botafogo
BOT

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

1

X

1

Escudo Botafogo
BOT

Campeonato Carioca

10/04/21 às 21:05 - Raulino de Oliveira

Escudo Volta Redonda
VRE

2

X

2

Escudo Botafogo
BOT

Botafogo aciona FIFA para anular punição de Jobson em caso de antidoping

0 comentários

Compartilhe

O Botafogo entrou em contato com a CBF nesta sexta-feira para que a entidade máxima do futebol brasileiro acione a Fifa para anular a punição de Jobson, que se recusou a fazer um teste antidoping quando defendia o Al-Ittihad, da Arábia Saudita. Alvinegro e jogador já entraram com ação contra o clube árabe reclamando da legalidade do processo.

Jobson era um dos destaques do Al-Ittihad, que trocou sua diretoria. O novo presidente considerava o salário do atacante alto e decidiu reduzir, o que foi recusado. Uma guerra interna começou e o jogador foi afastado. Sem passaporte, o atleta ficou preso na Arábia Saudita e praticamente não saía do hotel.

Num desses dias, Jobson foi surpreendido por uma pessoa que afirmou ser funcionário da federação árabe. Falando o idioma local, pediu que o atacante assinasse um documento, o que também foi recusado. Somente depois, o jogador ficou sabendo que aquilo seria um teste antidoping e, mesmo assim, desconfiou da idoneidade de toda a situação. O fato é que ele foi suspenso pela federação árabe por quatro anos.

O problema é que esse capítulo ocorreu em abril desse ano. Cinco meses depois, a Fifa sequer tem conhecimento do caso, já que não foi informada pelos árabes. Isso não é comum em casos de doping, que normalmente são confirmados em poucas horas.

“Não é reconhecida. Essa suspensão é imposta pela Fifa e não pela federação local. Ela nunca efetivou isso. Além disso, se essa punição de fato existisse deveria ter sido informada pela federação árabe no momento em que o Botafogo pede o certificado internacional para inscrever o atleta. O resultado é que o Botafogo foi surpreendido com um e-mail da CBF 20 minutos antes do início da partida e decidiu ser cauteloso, evitando futuras punições”, disse Bichara Neto, advogado representante de Jobson, ao UOL Esporte.

“Solicitamos nesta sexta que a CBF acione a Fifa e consiga liberar o Jobson para jogar o quanto antes, já que nenhum desses dois requisitos foram cumpridos. Além de tudo, essas supostas tentativas de exames ocorreram em situações obscuras. A Fifa dirá se há ou não uma punição e definirá o que vai ocorrer com Jobson. Acredito que ele poderá jogar normalmente. Pode demorar poucos dias ou até semanas”, completou.

Jobson estava relacionado pela primeira vez pelo técnico Vagner Mancini e ficaria no banco de reservas contra o Goiás. Já no aquecimento, a diretoria do Alvinegro foi informada pela CBF de todo esse imbróglio e decidiu deixar o jogador de fora. O atacante vinha se destacando nos treinamentos e aguarda decisão para poder voltar aos gramados.

Comentários