O Botafogo tem aproveitado o fim da janela de transferências internacionais para vender atletas e fazer o máximo de dinheiro possível. A verba será utilizada para pagar os salários atrasados e os próximos vencimentos. Após a venda de Jonathan para o Almería-ESP, Gatito Fernández é o próximo da lista.

O goleiro está bastante valorizado no mercado após ser considerado o melhor em campo em todas as partidas do Paraguai (quatro) na Copa América. Há uma sondagem oficial pelo jogador de um clube da Europa ainda não revelado, e as partes discutem o valor da iminente negociação.

O Botafogo admite a venda, mas desde que seja por uma quantia que ‘salve’ o ano do clube. Justamente por isso a diretoria tenta realizar a venda de um de seus principais atletas pelo valor da multa rescisória: R$ 20 milhões. Vale ressaltar que o goleiro quer uma transferência para a Europa.

Caso a negociação se concretize nesses moldes, o Botafogo teria um baita alivio nas finanças até o fim do ano, quando o projeto dos irmãos Moreira Salles deverá ser aprovado internamente – a expectativa é que tenha início em 2020.

Com o novo projeto em curso, o Alvinegro teria mais tranquilidade para negociar seus jovens valores. Exatamente ao contrário do que ocorre em 2019.

Até o momento o Botafogo vendeu cinco jogadores – quatro deles formados nas categorias de base do clube. O número é expressivo, mas rendeu pouco dinheiro ao clube carioca: R$ 36 milhões. A quantia é bem abaixo dos R$ 77 milhões estipulados pela diretoria no último orçamento.

Fonte: UOL