Proclamado como o projeto para bancar a permanência de goleiro Jefferson no Botafogo, o programa “Nosso Jefferson” não vingou. Em sete meses, o valor arrecado sequer chega a 10% do salário do camisa 1 alvinegro e da seleção brasileira: R$ 23.565,00.

Dono do maior salário do elenco, Jefferson recebe R$ 300 mil. A diretoria admite o fracasso no projeto, que, ao ser concebido, tinha como objetivo ajudar a bancar seu alto custo. Era unir a comoção da época — o risco de perder o ídolo — à paixão alvinegra, abatida com a queda à Série B do Campeonato Brasileiro.

— O projeto foi uma tentativa que não deu certo. Foi uma iniciativa que tivemos logo após a assinatura da renovação. O clube tem conseguido pagar o Jefferson com seu orçamento de momento e não tem nada diferente disso previsto — garantiu o presidente Carlos Eduardo Pereira.

Nos bastidores de General Severiano, a ação recebeu críticas. A falta de engajamento do torcedor ao projeto, sustentam os críticos, se deve à forma como a diretoria fez o apelo sem dar contra-partidas ao “sócio” no projeto “Nosso Jefferson”. O Botafogo criou um site para explicar como ajudar e pedir doações. Durante os jogos, faixas foram exibidas para reforçar a importância da contribuição.

— Apesar do óbvio esforço do presidente nas partes jurídicas e contábeis, o Botafogo sofre por não ter um profissional de marketing — alertou Marcelo Guimarães, ex-diretor de marketing do Alvinegro e candidato nas últimas eleições presidenciais. — Corremos o risco de fazer uma campanha como essa, que nasce fracassada. Além de não ter atrativo concreto ao torcedor, não trabalhou com o emocional do projeto. Não deu vantagens para quem aderisse — concluiu.

A diretoria, apesar do contratempo, garante que a derrocada do projeto não tem impacto no pagamento dos salários do goleiro. Jefferson tem o salário e mais a quantia de R$ 200 mil mensais, referente à dívida da administração de Mauricio Assumpção: R$ 2 milhões.

O presidente Carlos Eduardo Pereiraa, além de críticas no futebol, agora amarga o fracasso na exploração da imagem de Jefferson.

Fonte: Extra Online