Com boa presença de público no Estádio Nilton Santos e sem maiores sustos, o Botafogo mostrou bom futebol e venceu o Atlético-PR por 2 a 0 na noite desta quarta-feira, no último jogo antes da parada do Campeonato Brasileiro para a Copa do Mundo. O Glorioso vai para a pausa do Mundial na primeira página do Brasileirão, na 9 colocação, com 17 pontos, ultrapassando os rivais Fluminense e Vasco e o Corinthians.

A partida começou devagar, com muito estudo e poucas emoções. Mas aos poucos o Botafogo foi entendendo o jogo e começando a pressionar, disposto a encerrar a sequência de tropeços em casa. Para variar, o Glorioso teve mais um pênalti ignorado pela arbitragem, desta vez com Thiago Heleno derrubando Kieza durante um cruzamento para a área.

Depois dos 25 minutos, a pressão alvinegra na defesa do Atlético-PR foi maior e as chances mais agudas apareceram. Aos 30, Kieza aproveitou erro do adversário e chutou cruzado, à direita. Dois minutos depois, Kieza chutou, a bola bateu na zaga e, na sequência do lance, José Ivaldo colocou a mão na bola. Pênalti que Rodrigo Lindoso cobrou com perfeição, fazendo 1 a 0.

O Botafogo poderia ter ido para o intervalo com uma vantagem ainda maior. Já aos 44 minutos, Luiz Fernando recebeu lançamento, ganhou da marcação, invadiu a área e chutou cruzado, com força, mas o goleiro Santos fez grande defesa. Com o apito final, a torcida alvinegra reconheceu e aplaudiu os jogadores na saída do gramado.

No segundo tempo, como era de se esperar, o Atlético-PR saiu mais para o ataque, mas o Botafogo se postou bem na defesa. As únicas chances do Furacão foram num chute de Camacho, por cima do gol, e numa cobrança de falta de Carleto que Jefferson defendeu pulando no canto direito. Nada muito perigoso.

Numa jogada de bola parada, o Botafogo conseguiu o gol que deu uma maior tranquilidade no Estádio Nilton Santos. Leo Valencia cobrou escanteio no segundo pau, Yago jogou de cabeça para o meio da área e Igor Rabello pulou junto com Renan Lodi, que marcou contra: 2 a 0.

Com o Atlético-PR totalmente batido, o Botafogo poderia ter emendado até uma goleada. Kieza, duas vezes, desperdiçou boas chances, e depois Rodrigo Lindoso, sozinho na linha da pequena área, acabou pegando errado e isolando a bola. Nada que atrapalhasse a boa atuação alvinegra.

Agora, serão 35 dias sem ver a nossa maior paixão em campo. Por conta da parada para a Copa do Mundo, o Botafogo só volta a campo no dia 18 de julho, quando enfrenta o Corinthians, às 21h45, na Arena Corinthians, em Itaquera.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 2 X 0 ATLÉTICO-PR

Local: Estádio Nilton Santos
Data-Hora: 13/06/2018 – 21h
Árbitro: Rodrigo Batista Raposo (DF)
Assistentes: Daniel Henrique Andrade (DF) e Luciano Benevides (DF)
Renda e público:  R$ 124.805,00 / 10.048 pagantes / 10.965 presentes
Cartões amarelos: José Ivaldo e Raphael Veiga (CAP)
Cartões vermelhos:
Gols: Rodrigo Lindoso 33’/1ºT (1-0) e Renan Lodi (contra) 26’/2ºT (2-0)

BOTAFOGO: Jefferson; Luis Ricardo, Igor Rabello, Yago e Moisés; Rodrigo Lindoso, Matheus Fernandes e Leo Valencia (Dudu Cearense 43’/2ºT); Luiz Fernando (Renatinho 16’/2ºT), Rodrigo Pimpão (Ezequiel 37’/2ºT) e Kieza – Técnico: Alberto Valentim.

ATLÉTICO-PR: Santos; José Ivaldo, Thiago Heleno e Bruno Guimarães (Renan Lodi – Intervalo); Marcinho, Camacho, Raphael Veiga e Carleto; Nikão, Bergson (Éderson 31’/2ºT) e Guilherme (Pablo 5’/2ºT) – Técnico: Fernando Diniz.

Fonte: Redação FogãoNET