Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Carioca

25/04/21 às 18:00 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

X

Escudo Macaé
MAC

Carioca

17/04/21 às 16:00 - Maracanã

Escudo Fluminense
FLU

1

X

0

Escudo Botafogo
BOT

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

1

X

1

Escudo Botafogo
BOT

BOTAFOGO B CAI PARA O VASCO E PERDE A SEGUNDA SEGUIDA NO CARIOCA

0 comentários

Compartilhe

Wallyson entrou no intervalo do clássico (FOTO: Vitor Silva/SS Press)Wallyson entrou no intervalo do clássico (FOTO: Vitor Silva/SS Press)

Com gol de Thalles, o Vasco venceu os reservas do Botafogo por 1 a 0 na noite deste domingo, pela quinta rodada do Campeonato Carioca, e encerrou um jejum contra o rival que já durava cinco partidas no total, desde julho de 2012, quando o Cruzmaltino tinha tido seu último triunfo contra o adversário, por 1 a 0, pelo Brasileiro daquele ano.

Com o resultado, o Vasco retoma a vice-liderança da Taça Guanabara, turno único do Campeonato Carioca deste ano. Já o Botafogo segue focado na pré-Libertadores, pela qual encara o Deportivo Quito às 22h de quarta-feira, no Maracanã, precisando de uma vitória por dois gols para avançar à fase de grupos.

Mesmo com os reservas, o Botafogo começou o clássico tomando a iniciativa no Maracanã. O Alvinegro teve o controle da bola nos primeiros minutos, mas sem conseguir criar nenhum lance de perigo para o Vasco, que reagiria pouco depois, a partir dos 10min.

Com seu time principal, o Cruzmaltino mostrava uma troca de passes um pouco mais qualificada, embora ainda errasse muito ao tentar criar suas jogadas. Ainda assim, o Vasco conseguiu crescer e dominar o restante do primeiro tempo.

O time de São Januário demorou, mas aos 26min conseguiu o primeiro grande momento da partida, com uma batida de categoria de Fellipe Bastos que só não entrou no ângulo da meta alvinegra graças a uma incrível defesa do goleiro Renan, que a desviou para fora. O arqueiro apareceria bem outras vezes, como num chute de Edmilson, aos 34min.

Antes do intervalo, o Botafogo ainda conseguiria algumas boas jogadas em velocidade, mas sem chances claras de abrir o marcador. A reação alvinegra antecipou uma etapa complementar mais equilibrada e franca, com as duas equipes buscando com mais afinco o primeiro gol do confronto.

A diferença foi sentida sobretudo no lado do Botafogo, que se tornou mais perigoso nos contragolpes. Mas o Vasco também subiu de produção e mostrava mais qualidade na troca de passes, com mais objetividade na armação de jogadas.

Num dos lances mais quentes da segunda etapa, Thalles cruzou rasteiro da direita e Edmilson bateu prensado para outra bela defesa do goleiro Renan, aos 24min. Quatro minutos depois, porém, o arqueiro nada pôde fazer em cruzamento de Edmilson e Thalles cabeceou para o fundo da rede para abrir o marcador. No lance anterior, Elias havia perdido uma chance claríssima de gol pelo Botafogo.

Atrás no placar, o Botafogo se lançou ao ataque, ainda que sem encontrar muita facilidade em criar lances de perigo. Uma das melhores oportunidades apareceu aos 38min, quando Wallyson passou por André Rocha, invadiu a área e bateu para o gol, mas parou em Martin Silva. O cenário se repetiu até o apito final, decretando assim a vitória do Vasco no Maracanã.

VASCO 1 X 0 BOTAFOGO

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Rodrigo Carvalhaes de Miranda
Auxiliares: Rodrigo Pereira Joia e Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa
Cartões amarelos: Aranda, Guiñazu, Martin Silva (Vasco); Alex (Botafogo)
Cartões vermelhos:
Gols: Thalles, aos 28 minutos do segundo tempo (Vasco)

Vasco
Martín Silva, André Rocha, Luan, Rodrigo e Marlon; Guinãzu, Aranda, Fellipe Bastos (Thalles) e Bernardo (Pedro Ken); William Barbio e Edmilson (Danilo)
Técnico: Adilson Batista

Botafogo
Renan; Alex, Dankler, André Bahia e Anderson; Fabiano, Rodrigo Souto, Renato (Daniel), Gegê (Henrique) e Octávio (Wallyson); Elias

Comentários