Após os dois gols de Luis Henrique contra o Sampaio Corrêa, o Botafogo tomou duas medidas para salvaguardar um de seus maiores patrimônios. Primeiro, as entrevistas dadas pelo garoto foram as últimas até que suas aparições no time titular se tornem rotineiras. Segundo, o contrato do garoto de 17 anos vai ser reformulado para aumentar a multa rescisória que já é de R$ 30 milhões para clubes do exterior.

— Assim como pedi à torcida para ter paciência, vou pedir o mesmo à imprensa. É uma decisão nossa de poupar esse menino do assédio que vai ser muito grande. Comparações com Jairzinho, Túlio e outros vão acontecer. Vamos poupar esse menino do turbilhão de coisas que passam pela cabeça dele — avisou René Simões.

Quanto a seu contrato, os dirigentes garantem que a cláusula de rescisão atual é elevada para os padrões do futebol brasileiro, mas um aumento salarial possibilitaria ao clube aumentar esse valor.

O atual vínculo de Luis com o Botafogo vai até maio de 2017, com o Alvinegro sendo dono de 90% dos direitos federativos do jogador. Os 10% restantes são do próprio atacante.

No caso do interesse de clubes brasileiros, o Botafogo não revela os números atuais, mas a multa gira em torno da metade do valor cobrado para o exterior.

Fonte: Extra Online