BOTAFOGO BRILHA NO 1º TEMPO, VENCE O VITÓRIA E É VICE-LÍDER DA SÉRIE B

Compartilhe:

Willian Arão mais uma vez teve grande atuação e deixou o dele (FOTO: SSPress)

Willian Arão mais uma vez teve grande atuação e deixou o dele (FOTO: SSPress)

Jefferson, de saída para representar a seleção brasileira na Copa América, pode ficar tranquilo. Em mais uma atuação segura, o Botafogo venceu o Vitória no Engenhão, por 2 a 0, gols de Diego Giaretta e Willian Arão, e chegou à vice-liderança da Série B. Ainda invicto, o time carioca soma agora dez pontos na competição, mesmo número de Bahia e Sampaio Corrêa.

Antes da partida, a torcida fez festa para o ídolo Jefferson, desejando sorte na seleção brasileira. Balões que carregavam a bandeira com o rosto do ídolo subiram pelo estádio com direito a fumaça alvinegra. De mãos dadas com mascotes que usavam máscaras do goleiro, o time entrou em campo.

O jogador já se apresenta ao técnico Dunga neste domingo. A partir de terça-feira, data do próximo confronto na Série B, contra o Paraná, fora de casa, na terça-feira. Já o Vitória, agora oitavo colocado, com seis pontos, recebe o Criciúma, também na terça.

O jogo

Se o Vitória pensava em se resguardar e tentar um contra-ataque, teve de mudar a tática com apenas quatro minutos. Foi o tempo suficiente para o Botafogo abrir o placar. Daniel Carvalho cobrou escanteio pela esquerda, o goleiro Fernando Miguel saiu em falso, e Diego Giaretta, sem marcação, subiu para tocar de cabeça para o fundo da rede. 1 a 0.

A vantagem inicial deixou o Vitória ainda mais retraído e por pouco o Botafogo não ampliou com nove minutos, quando Elvis entrou pela área na direita e cruzou para a área. Bill chegou atrasado e não conseguiu tocar para o gol. Com 13 minutos, Pimpão fez jogada pela esquerda e cruzou para a área, mas a zaga afastou.

O jogo, no entanto, era mesmo pelos lados. Rogério arrancou pela direita do ataque do Vitória aos 16 minutos, passo como quis por Giaretta e cruzou com perigo para a área. Elton, impedido, não conseguiu tocar para o gol. O Botafogo, no entanto, era superior, com dominância em campo.

Com 21 minutos, uma pintura. Carleto, ainda no meio de campo, lançou bola para Willian Arão, dentro da área. No meio dos zagueiros do Vitória, o volante matou a pelota, deu um corte no goleiro e tocou para o fundo da rede. Belíssimo gol. E vantagem fácil alvinegra. 2 a 0. O batuque suave da arquibancada do Engenhão demonstrava que era uma tarde agradável para os botafoguenses.

Com o time bem postado, era o Botafogo quem chamava o Vitória e tentava explorar os contra-ataques. Bill perdeu duas boas chance antes do fim do primeiro tempo, que acabou mesmo com ampla vantagem do time da casa.

Na volta para o segundo tempo, o Vitória teve um gol anulado logo no início, quando Rhayner, de bicileta e já além da linha de fundo, cruzou para Elton completar para o gol. A arbitragem anulou o gol corretamente, alegando que a bola já havia saído do campo.

Com o passar do tempo, o Botafogo começou a poupar jogadores com grande desgaste físico, caso de Daniel Carvalho, que deixou o campo para a entrada de Fernandes. O ritmo do jogo era mais lento, sem grandes emoções, com passes laterais. Apenas aos 32 minutos a torcida acordou. Gilberto avançou pela direita, cruzou para a área e Pimpão testou na travessão. No rebote, Elvis pegou de primeira da marca de pênalti, mas isolou e perdeu boa chance.

ERa jogo fácil para o Botafogo diante de um Vitória que só fazia figuração. No lance seguinte, Bill entrou na área pela esquerda e bateu forte. No rebote do goleiro, Fernandes tentou fazer golaço e, de chapa, mandou por cima do gol. O Botafogo continuou pressionando, em busca de mais gols para aumentar o saldo. Aos 47 minutos, Diego Jardel perdeu chance clara na grande área e bateu em cim do goleiro. E ficou por aí. Jefferson pode ficar tranquilo. O Botafogo segue bem na Série B.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 2X0 VITÓRIA

Local: Estádio Nilton Santos, o Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 30 de maio de 2015
Horário: 16h30
Árbitro: Vinicius Furlan (SP)
Assistentes: Herman Brumel Vani e Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo (ambos de SP)
Cartões amarelos: Flávio, Rhayner e Pedro Ken (VIT) e Daniel Carvalho (BOT)
Gols: Diego Giaretta (BOT), aos quatro minutos e Willian Arão (BOT), aos 21 minutos do primeiro tempo

BOTAFOGO: Jefferson; Gilberto, Renan Fonseca, Diego Giaretta e Carleto (Luís Ricardo); Marcelo Mattos, Willian Arão, Elvis (Diego Jardel) e Daniel Carvalho (Fernandes); Rodrigo Pimpão e Bill
Técnico: René Simões

VITÓRIA: Fernando Miguel; Diogo Mateus, Edinei, Ramon e Diego Renan; Amaral, Flávio e Pedro Ken (Vander); Rogério (Léo Ceará), Rhayner (David) e Elton
Técnico: Wesley Carvalho



Fonte: ESPN Brasil
Comentários