O presidente do Botafogo, Carlos Eduardo Pereira, estabeleceu um prazo para o clube receber o valor de R$ 1,5 milhão referentes à venda do atacante Rodrigo Pimpão ao Emirates Club, da Arábia Saudita. O Alvinegro espera o depósito até esta terça para assim assinar a rescisão do atacante.

– Temos uma grande preocupação sobre a situação do Pimpão. Até agora o clube árabe não pagou a rescisão. Vamos dar o prazo até está terça. Caso o pagamento não seja feito, vamos pedir a volta do jogador – disse o mandatário após evento na sede de General Severiano.

Pereira afirmou que o Botafogo está amparado juridicamente e que tem tratado diariamente sobre a situação com o empresário de Pimpão.

– O não pagamento é um desdobramento muito estranho. Nós não assinamos a rescisão do jogador e estamos resguardados. Espero que essa novela sirva para o jogador ver que seu futuro no Emirates pode ser complicado – concluiu.

Sobre a queda do time no Brasileiro da Série B, o presidente não descartou a chegada de ao menos dois reforços para as próximas semanas.

– O trabalho de reposição está sendo feito e estamos de olho no mercado. Não descartamos a chegada de dois nomes para dar mais opções a comissão técnica – finalizou.

Fonte: Extra Online