O Botafogo já encaminhou o pagamento de R$ 100 mil ao Flamengo referente ao mecanismo de solidariedade pela venda de Andrezinho para o Tianjin Teda, da China, em 2013. A CBF havia obrigado o Alvinegro a pagar, sob o risco de perder pontos. A dívida, contraída na gestão Mauricio Assumpção, não cabe recurso.

Para evitar novos problemas, o departamento jurídico do Botafogo está vasculhando todos os registros das últimas gestões para encontrar outros casos pendentes como esse e quitar espontaneamente, antes de ser notificado pelas entidades que regem o futebol.

– Tem que pagar. Essa é mais uma herança do Maurício Assumpção. Estamos checando todos os processos similares ao do Andrezinho para pagar logo espontaneamente e encerrar isso. Não tem defesa, não tem o que recorrer. A gente ainda tem algumas caveirinhas no armário como essa, mas estamos trabalhando para evitar. Um levantamento está sendo feito do que se encontra em tramitação. É uma medida preventiva para evitar uma condenação – explicou Domingos Fleury, vice-jurídico do Botafogo, ao Globoesporte.com.

Fonte: Globoesporte.com