Afundado na crise, o Botafogo recebeu dos Estados Unidos uma notícia que pode ajudar e muito o clube a oxigenar seus combalidos cofres. Representantes do Monster Jam, evento em que caminhonetes gigantes se apresentam para o público fazendo manobras, querem fazer uma exibição no Brasil e o Engenhão é o grande alvo do grupo. O Alvinegro já recebeu a proposta da empresa: R$ 1 milhão pelo aluguel no mês de abril. Para isso, entretanto, o clube precisa que as obras no estádio estejam concluídas até março.

 

Após relatórios apontarem que a cobertura do estádio gerava risco para os espectadores em caso de ventos fortes, em março de 2013, o Botafogo ficou sem sua maior fonte de receitas. Um “empurra-empurra” entre as autoridades atrasou o início das obras e postergou a data limite para entrega da arena de volta ao clube. Agora, a previsão da Prefeitura do Rio de Janeiro é de que o estádio possa ser utilizado já no Carioca de 2015.

Desde então, o Botafogo passou a ter um custo a mais com a reforma do estádio. Ainda que o clube alegue que a Prefeitura arcará ao final de todo o processo com as obras, por enquanto é o time de General Severiano quem coloca o dinheiro, gerando mais dívidas, dimiuindo o já escasso montante disponível em um clube cercado de problemas financeiros.

Evento mundialmente famoso que leva caminhonetes gigantes se apresentando para o público em uma mega estrutura de rampas e com show pirotécnico, o Monster Jam já existe a mais de 30 anos e faz sucesso na Europa e nos Estados Unidos. A empresa vê o Engenhão como ideal para sua primeira apresentação no Brasil.

Fonte: ESPN.com.br