Ao que parece, a atual diretoria do Botafogo não pretende dar vida mansa ao ex-presidente Maurício Assumpção. O departamento jurídico alvinegro considerou insatisfatórias as respostas do ex-mandatário no depoimento prestado à polícia e por isso pediu nova convocação. O delegado aceitou. O “Caso Odebrecht”, pelo visto, será longo.

O documento no qual o Glorioso solicita novo depoimento foi obtido pelo site Globoesporte.com. Nele, a atual diretoria pede o esclarecimento da “verdade real”, após a notícia de crime à qual prestou queixa na mesma 5ª DP. Assumpção é acusado de favorecimento à Odebrecht no caso da interdição do estádio, em 2013.

Além do ex-presidente, Sérgio Landau, ex-diretor geral do Alvinegro, e três membros da alta cúpula da construtora também foram denunciados. A necessidade de interdição e obras no estádio foi questionada por relatórios posteriores. Por outro lado, a Odebrecht se beneficiou do fechamento pois o Maracanã, por ela administrado, foi mais utilizado.

Na ocasião, o Botafogo recebeu empréstimo de R$20 milhões da empresa, nunca cobrados. Assumpção já foi expulso do quadro de sócios do clube.

Fonte: Terra