AQUI É BOTAFOGO! Fazendo valer o fator casa – o que o adversário não tem até hoje -, o Botafogo fez uma boa partida e derrotou o Flamengo por 2 a 1 na noite deste sábado, pelo Campeonato Brasileiro, se afastando de vez da zona de rebaixamento. Ainda com a rodada a ser concluída, o Fogão subiu para a décima posição, com 41 pontos, abrindo sete de vantagem para o Z-4. Foi a segunda vitória seguida no Estádio Nilton Santos. De quebra, o Glorioso ainda colocou seu adversário praticamente de férias, já que a briga pelo título ficou quase inviável a cinco rodadas do fim.

Empurrado por seu torcedor, o Botafogo esteve ligado durante todo o primeiro tempo e construiu uma excelente vantagem, aproveitando a fragilidade do sistema defensivo adversário. Aos 18 minutos, Leo Valencia aproveitou o vacilo da zaga do Flamengo e deu belo toque em profundidade para Erik, que saiu em disparada e tocou na saída do goleiro César: 1 a 0.

O Flamengo até tinha mais a posse de bola, mas o Botafogo estava muito melhor em campo. E conseguiu fazer o segundo aos 28: Leo Valencia cobrou falta lateral da direita e encobriu César, marcando um golaço! A situação alvinegra poderia ter ficado ainda mais tranquila não fosse um erro absurdo da arbitragem. Lucas Paquetá deu uma banda em Brenner com o jogo parado, mas só recebeu cartão amarelo.

O início do segundo tempo, entretanto, deixou a torcida alvinegra aflita. Logo aos três minutos, o Flamengo conseguiu diminuir a vantagem: Pará cruzou da direita e Vitinho, livre, cabeceou fazendo valer a famosa “Lei do Ex”, não dando chances de defesa para Gatito. Cinco minutos depois, o mesmo Vitinho cobrou falta e acertou o travessão, quase empatando o clássico.

Depois dessa pressão inicial, o Botafogo desperdiçou três chances de ampliar e resolver o clássico, em sequência. Aos 10, Léo Duarte e Réver bateram cabeça e a bola sobrou livre para Leo Valencia, que se precipitou e chutou por cima do gol. Três minutos depois, Erik cabeceou na segunda trave e César salvou. E, aos 17, Brenner recebeu de Erik com espaço, mas hesitou e chutou em cima da zaga.

A partir daí, o jogo ficou mais mascado e a bola rolou muito pouco. O Botafogo esfriou bem a partida e conseguiu neutralizar as investidas ofensivas rubro-negras. Ainda deu tempo para Rodrigo Pimpão acertar um balaço aos 38 minutos no travessão. E para, nos acréscimos, Erik desperdiçar um excelente contra-ataque, preferindo o chute ao passe para Renatinho. Nada que fizesse falta…

Próximos jogos

Em situação mais tranquila na briga contra o rebaixamento, o Botafogo agora terá mais cinco jogos para concluir sua participação no Campeonato Brasileiro. Na próxima quinta-feira, às 17h, o Glorioso visita a Chapecoense, na Arena Condá. Depois, vai pegar Internacional (dia 18, no Niltão), Santos (dia 21, fora), Paraná (dia 25, no Rio) e, por fim, o Atlético-MG, no Independência, dia 2 de dezembro.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 2 X 1 FLAMENGO

Estádio: Nilton Santos
Data-Hora: 10/11/2018 – 19h
Árbitro: Bráulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Kleber Lucio Gil (Fifa/SC) e Neuza Ines Back (Fifa/SC)
Renda e público: R$ 169.885,00 / 16.882 pagantes / 19.267 presentes
Cartões amarelos: Gilson, Rodrigo Lindoso, Carli e Gatito Fernández (BOT); Cuéllar, Diego, Renê, Lucas Paquetá, Réver e Willian Arão (FLA)
Cartões vermelhos:
Gols: Erik 18’/1ºT (1-0), Leo Valencia 28’/1ºT (2-0) e Vitinho 3’/2ºT (2-1)

BOTAFOGO: Gatito Fernández; Marcinho, Carli, Igor Rabello e Gilson (Moisés 18’/2ºT); Rodrigo Lindoso, Matheus Fernandes e Leo Valencia (Renatinho 46’/2ºT); Luiz Fernando (Rodrigo Pimpão 25’/2ºT), Erik e Brenner – Técnico: Zé Ricardo.

FLAMENGO: César; Pará (Rodinei 25’/2ºT), Léo Duarte, Réver e Renê; Cuéllar (Diego 35’/1ºT), Willian Arão e Lucas Paquetá; Everton Ribeiro (Marlos Moreno 30’/2ºT), Vitinho e Uribe – Técnico: Dorival Júnior.

Fonte: Redação FogãoNET