O Flamengo não encontrou dificuldades para derrotar o Botafogo por 2 a 0, em partida disputada na noite deste sábado, no Maracanã, na abertura da 14ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com dois gols marcados no início do jogo, o Rubro-Negro da Gávea acabou com qualquer possibilidade de reação do adversário. O resultado fez o Flamengo seguir na liderança isolada com 30 pontos ganhos, enquanto o Botafogo segue com 17 pontos na décima posição, mas pode cair um pouco mais na classificação ao final da rodada.

A vitória fez justiça ao time dirigido por Maurício Barbieri, que teve um início arrasador, marcando dois gols em sete minutos, com Matheus Sávio e Lucas Paquetá e depois soube administrar o resultado. A vantagem desestabilizou o Botafogo que demorou muito tempo a se encontrar no gramado e ainda sofreu o trauma de perder o goleiro Jefferson, lesionado, na metade do primeiro tempo. Na segunda etapa, a equipe alvinegra tentou buscar o resultado, mas não conseguiu penetrar na defesa rubro-negra.

Na próxima rodada, o Flamengo vai enfrentar o Santos, na Vila Belmiro. Já o Botafogo vai receber a Chapecoense no estádio Nilton Santos.

O JOGO

O Flamengo começou a partida com maior disposição ofensiva, enquanto o Botafogo se preocupava apenas em bloquear os avanços do adversário. E logo aos cinco minutos o Rubro-negro da Gávea marcou o primeiro gol. Matheus Sávio recebeu bom passe de Diego, pedalou e mandou uma bomba sem defesa para Jefferson, que viu a bola entrar no seu ângulo direito.

O Botafogo nem conseguiu acordar do primeiro golpe e dois minutos depois o Flamengo ampliou a vantagem. Matheus Sávio cruzou da esquerda, Diego não conseguiu dominar e a bola sobrou para Lucas Paquetá que bateu forte. A bola resvalou na trave e entrou, apesar dos esforços do goleiro do Botafogo que acabou se lesionando no lance.
Paquetá faz uma “dancinha” depois de marcar o seu gol no clássico carioca entre Flamengo e Botafogo

Com dois gols de vantagem, o Flamengo manteve a iniciativa de jogo diante de um adversário completamente atordoado com o início arrasador do time dirigido por Maurício Barbieri. Para complicar ainda mais a situação do Botafogo, o goleiro Jefferson não teve condições de continuar na partida e foi substituído por Saulo, aos 17 minutos.

Dois minutos, o Botafogo chegou pela primeira vez na área rubro-negra em conclusão de Léo Valencia, defendida com segurança por Diego Alves. Enquanto o Flamengo se preocupava apenas em administrar a vantagem, o Botafogo tentava pressionar, mas encontrava dificuldades para penetrar na defesa rubro-negra.

Aos 27 minutos, o Botafogo criou a sua melhor oportunidade. Lucas Paquetá foi desarmado por Moisés que investiu pela esquerda e cruzou para Kieza que concluiu mal.

Aos 33 minutos, Jean fez bom lançamento para Kieza, mas o goleiro Diego Alves chegou antes do atacante e mandou a bola para a lateral, aliviando o perigo. O time de General Severiano seguia mais agressivo e, aos 41 minutos, após boa jogada de Rodrigo Pimpão, Léo Valencia cruzou e Kieza cabeceou para fora. Dois minutos depois foi a vez de Moisés desperdiçar boa chance, ao cabecear nas mãos de Diego Alves, após cobrança de escanteio.

O Botafogo voltou para o segundo tempo com o atacante Diego Aguirre no lugar do volante Jean. E na primeira intervenção, o uruguaio quase marcou. Ele recebeu na área, se livrou da marcação e chutou forte, mas a bola bateu na rede, pelo lado de fora.

O Flamengo não se assustou e manteve a sua postura ofensiva, dando trabalho aos zagueiros alvinegros. Aos sete minutos, Diego bateu falta, o goleiro Saulo rebateu e Rodinei não soube aproveitar o rebote. Aos 13 minutos, o time rubro-negro teve a chance de marcar o terceiro gol. Uribe lançou Paquetá que bateu forte e o goleiro Saulo fez grande defesa. Aos 16, o goleiro Diego Alves apareceu bem para espalmar um chute longo de Rodrigo Lindoso.

O Flamengo mantinha o controle do jogo e, aos 22 minutos, teve ótima chance para marcar o terceiro gol em cobrança de falta executada por Diego, mas a bola tirou tinta da trave direita defendida por Saulo.

O time comandado por Maurício Barbieri seguia administrando a vantagem, sem dar muitos espaços para o adversário. Aos 31 minutos, o goleiro Saulo novamente apareceu bem. Ele fez grande defesa, espalmando para escanteio um chute forte de Paquetá.

O técnico Marcos Paquetá ainda tentou dar mais mobilidade ao ataque, trocando o apagado Kieza por Luiz Fernando, mas a mudança não trouxe qualquer resultado para a equipe alvinegra que, nos acréscimos, ainda teve o atacante Aguirre expulso, por entrar de forma violenta sobre Pará.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO-RJ 2 X 0 BOTAFOGO-RJ

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 21 de julho de 2018 (Sábado)

Horário: 19h(de Brasília)

Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (Fifa-SP)

Assistentes: Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP) e Gustavo Rodrigues de Oliveira (SP)

Cartão Amarelo: Luiz Fernando(Botafogo)

Cartão Vermelho: Aguirre(Botafogo)

Gols:

FLAMENGO: Matheus Sávio aos cinco minutos, Lucas Paquetá, aos sete minutos do primeiro tempo

FLAMENGO: Diego Alves, Rodinei, Léo Duarte, Réver e Renê; Cuéllar, Matheus Sávio(Pará), Diego e Lucas Paquetá; Uribe(Willian Arão) e Paolo Guerrero(Lincoln)

Técnico: Maurício Barbieri

BOTAFOGO: Jéfferson(Saulo), Luís Ricardo, Joel Carli, Igor Rabello e Moisés; Rodrigo Lindoso, Jean(Diego Aguirre), Matheus Fernandes e Léo Valencia; Rodrigo Pimpão e Kieza(Luiz Fernando)

Técnico: Marcos Paquetá

Fonte: Gazeta Esportiva