O Botafogo deu um grande passo para contratar Ricardo Gomes. O presidente alvinegro, Carlos Eduardo Pereira, reuniu-se ontem com o treinador e saiu otimista do encontro. Após ouvir de Ricardo Gomes que o AVC sofrido em 2011 não é mais problema, e apresentar o projeto, o dirigente aguarda para amanhã uma resposta. O único problema seria uma recente artroscopia no joelho direito, que ainda faz o técnico ter algumas dúvidas.

Entre os pontos abordados na reunião, o planejamento até o fim do ano com o foco no retorno à Série A, o elenco alvinegro e a situação financeira delicada do clube. Um dos assuntos principais foi a saúde de Ricardo Gomes, que se mostrou completamente recuperado e motivado. Ele ainda iria conversar com a família para tomar uma decisão final.

Sem ter o AVC como problema principal, o técnico está de olho no joelho direito. Ele ainda faz fisioterapia após cirurgia e tem a preocupação de estar bem para comandar os treinos sem qualquer prejuízo no trabalho.

Tentando se reorganizar financeiramente, o Botafogo não pretende pagar mais de R$ 70 mil a técnico e auxiliar. Ricardo ficou de fazer uma oferta de salário, mas o dinheiro é o de menos na negociação. Para ele, o mais importante é voltar a trabalhar.

“A conversa foi muito boa, o único problema é o joelho. Ele está tranquilo, falou que precisa sentir que vai aguentar. Isso faz diferença para o técnico que precisa comandar os treinamentos no campo. Ricardo ficou de nos responder dentro de dois ou três dias. Estamos animados, gostaríamos muito de contar com ele”, afirmou Carlos Eduardo Pereira.

Apesar de Ricardo Gomes ser prioridade, o Botafogo mantém opções para o cargo, caso a resposta seja negativa. Doriva é um dos nomes, apesar do salário acima do que o clube pretende pagar. O auxiliar Jair Ventura comandará os treinos nos próximos dias.

Fonte: O Dia Online