BOTAFOGO PERDE PÊNALTI, MAS ARRANCA EMPATE COM BARCELONA E VIRA LÍDER

Compartilhe:

O Botafogo segue na liderança do grupo A da Libertadores. Em uma partida em que foi superior ao rival, o Glorioso perdeu muitas chances, inclusive uma penalidade, acabou saindo atrás mas conseguiu pelo menos buscar o empate em 1 a 1 contra o Barcelona de Guayaquil.

Com o resultado, o Glorioso e o time do Equador chegaram aos sete pontos, mas o Alvinegro segue na ponta devido aos critérios de desempate. As duas equipes voltam a se enfrentar no próximo dia 2.

Pelo Campeonato Carioca, o Botafogo volta a jogar no domingo contra o Flamengo pela semifinal da competição. O Rubro-Negro joga por um empate para avançar para a decisão da competição.

O JOGO

O Botafogo começou a partida contra o Barcelona de Guayaquil com o domínio total da partida. A equipe alvinegra teve muitas chances de marcar, tendo até uma penalidade perdida por Camilo. Porém, como quem não faz leva, a equipe da casa aproveitou a única chance que teve para sair na frente, antes do intervalo.

Com um minuto de jogo, o Glorioso teve a sua melhor oportunidade de pular na frente da partida em Guayaquil. Roger recebeu de Pimpão e foi derrubado dentro da área. Pênalti. Na cobrança, Camilo cobrou no canto direito do goleiro Banguera, que foi bem no lance e defendeu.

O pênalti perdido não abalou o Botafogo, que quase marcou aos 18 minutos. Após cobrança de Camilo, Emerson subiu mais que a zaga e cabeceou, Banguera defendeu e no rebote, Rodrigo Pimpão acertou a trave da equipe de Guayaquil.

O Botafogo seguia dominando e quase marcou novamente aos 23 minutos. Camilo foi lançado, dividiu com Banguera e tocou por cima do goleiro, a bola só não entrou porque Aimar apareceu em cima da linha e salvou.

Os donos da casa, que pouco fizeram, acabaram saindo na frente na única oportunidade que tiveram no primeiro tempo. Alemán fez bela jogada, tabelou com Álvez e saiu na cara do gol, o jogador driblou Gatito, antes de rolar a bola para fundo das redes alvinegras.

O Botafogo voltou sem mudanças para a segunda etapa. Sem a mesma inspiração, o Glorioso não conseguiu criar as oportunidades do começo do primeiro tempo. A primeira chance alvinegra só aconteceu aos 24 minutos, em um lance que a defesa equatoriana afastou mal e Bruno Silva finalizou para fora.

Jair Ventura colocou Sassá na vaga de Roger. Em um das primeiras participações dele na partida, João Paulo levantou a bola, Camilo ganhou da zaga do Barcelona e a bola sobrou para Sassá, que cabeceou para fora, perdendo mais uma oportunidade clara para o Botafogo.

A equipe do Equador teve a chance de matar a partida aos 32minutos. Bruno Silva deu presente para Álvez, o jogador equatoriano avançou e finalizou, Gatito Fernández fez a defesa e a bola sobrou para Ayoví, que perdeu tempo e não conseguiu chutar na direção do gol.

Aos 34 minutos, o Barcelona de Guayaquil ficou com a menos. Jefferson Mena derrubou Guilherme, em lance próximo a grande área, recebeu o terceiro cartão amarelo e acabou sendo expulso.

De tanto lutar, o Botafogo conseguiu o empate. Aos 42 minutos, Arreaga colocou a mão na bola, a arbitragem marcou nova penalidade. Desta vez, Sassá não deu bobeira e deixou tudo igual para o Glorioso em Guayaquil.

FICHA TÉCNICA
BARCELONA-EQU 1 X 1 BOTAFOGO

Local: Estádio Monumental de Barcelona, em Guayaquil (Equador).
Arbitragem: Jesús Valenzuela (VEN)
Renda/Público: Não disponíveis
Cartões Amarelos: Pineida e Arreaga (BAR); Emerson Silva, João Paulo e Bruno Silva (BOT).
Cartão Vermelho: Mena (BAR).
Gols: Alemán, aos 31 minutos do primeiro tempo; Sassá (pênalti), aos 43 minutos do segundo tempo

BARCELONA – Banguera; Velasco, Aimar, Mena e Pineida; Gabriel Marques, Calderón, Esterilla, Caicedo (Ayoví), Alemán (Ariel); Jonatan Alvez (Arreaga). Técnico: Guillermo Almada.

BOTAFOGO – Gatito Fernandez; Emerson Santos (Fernandes), Joel Carli, Emerson Silva e Victor Luis; Rodrigo Lindoso (Guilherme), Bruno Silva, João Paulo e Camilo; Rodrigo Pimpão e Roger (Sassá) Técnico: Jair Ventura.

Fonte: O Dia Online

Comentários