BOTAFOGO PROCESSA ASSUMPÇÃO POR PREJUÍZO DE MAIS DE R$ 50 MILHÕES

Compartilhe:

O Botafogo entrou na Justiça contra o ex-presidente Maurício Assumpção. O Alvinegro faz uma cobrança de perdas e danos por conta de uma série de prejuízos causados durante sua gestão, de 2009 a 2014. A informação foi publicada no blog do colunista Lauro Jardim, do site do jornal O Globo.

Ex-presidente foi processado pelo Botafogo na Justiça (FOTO: Arquivo)

O clube estima o prejuízo em mais R$ 50 milhões. Entre as queixas da diretoria alvinegra, estão o não pagamento de direitos trabalhistas aos atletas e até contratos firmados com a Odebrecht sem a autorização do Conselho Deliberativo. Confira a nota do Alvinegro:

“O Botafogo de Futebol e Regatas, em virtude das apurações ocorridas durante o processo de expulsão do ex-Presidente, vem a público informar que ajuizou ação de cobrança de perdas e danos contra o Sr. Maurício Assumpção Souza Junior, perante a 50ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro.

Os prejuízos que o sr. Maurício Assumpção Souza Junior causou ao clube, dentre outros, decorreram da exclusão do Botafogo de Futebol e Regatas do Ato Trabalhista perante a Presidência do Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro; do não pagamento de direitos trabalhistas de atletas que acarretaram a rescisão indireta dos contratos de trabalho e a perda dos direitos federativos e econômicos que caberiam ao Botafogo; o não pagamento intencional e confessado de tributos, onerando o Botafogo com multas e encargos, e ainda a contratação de suspeitos, irregulares e simulados contratos de mútuos com a Odebrecht e outros, sem dar ciência e obter autorização do Conselho Deliberativo, comprometendo as receitas futuras e todo o patrimônio do clube.

Estima-se que os prejuízos que deverão ser indenizados ao Botafogo ultrapassem a cifra de R$ 50.000.000,00 (cinquenta milhões de reais).

A atual direção do Botafogo de Futebol e Regatas tem a obrigação e o dever de zelar pelo respeito e pela preservação do patrimônio do clube”.

Fonte: Extra Online

Comentários