O Botafogo recebe o Atlético-GO nesta quinta-feira, às 20h (de Brasília), no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ), em choque válido pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Glorioso, que tem 51 pontos, precisa se recuperar em casa da derrota de 1 a 0 para o Atlético-PR, também em casa, para encaminhar a classificação para a Copa Libertadores. Já o Dragão ganhou novo gás com o triunfo por 2 a 0 sobre o Sport, em Goiás, mas como ocupa a lanterna, com 30 pontos, pode cair nesta rodada se for derrotado e o Vitória vencer a Chapecoense nesta quinta, no Sul.

Apesar da péssima campanha do adversário, o técnico Jair Ventura alertou seus comandados. “O Atlético Goianiense é um adversário perigoso, pois posição na tabela de classificação quer dizer muito pouco neste Campeonato Brasileiro. Estamos convivendo com vários resultados imprevisíveis, inclusive com os visitantes conquistando pontos importantes”.

Os botafoguenses tratam a partida como chave a quatro rodadas do fim. “Não estamos trabalhando com contas, mas sabemos que essa partida em casa é muito importante e não podemos pensar na possibilidade de um tropeço. Se ganharmos, acredito que vamos nos colocar em uma boa situação”, disse o goleiro Gatito Fernández, que engoliu um “frango” no jogo contra o Furacão, acabando sendo considerado responsável direto pela derrota.

Em termos de escalação, o Botafogo terá o retorno do zagueiro Igor Rabello, que volta de suspensão e reassume o posto de Emerson Silva, que fica como opção no banco de reservas. O lateral-esquerdo Víctor Luís, com entorse no tornozelo direito, é dúvida, e Gilson é a opção em caso de veto ao titular.

Pelo lado do atleticano, o técnico João Paulo Sanches quer seu time repetindo o bom desempenho exibido contra o Sport, embora saiba que se trata de um jogo bem diferente.

“O Atlético Goianiense sabe que precisa ir fazendo a sua parte nos jogos e contra o Botafogo temos que voltar a jogar bem. Porém, sabendo que o adversário tem características diferentes e que um jogo nunca é igual ao outro”, afirmou o comandante do Dragão.

A equipe goiana terá mudanças. O lateral-direito Jonathan e o atacante Luiz Fernando retornam de suspensão e ocuparão os lugares, respectivamente, de André Castro e Igor. Assim, Marcão Silva, que jogou improvisado na lateral direita, volta a proteger os zagueiros como primeiro homem de meio-de-campo.

No primeiro turno do Campeonato Brasileiro as equipes se enfrentaram no Estádio Olímpico, em Goiânia (GO), e naquela ocasião a partida terminou empatada por 1 a 1. Com um time de reservas, por ainda estar envolvido com a Copa do Brasil e a Copa Libertadores, o Botafogo abriu o placar com Vinícius Tanque. Mas Paulinho garantiu a igualdade.

FICHA TÉCNICA:
BOTAFOGO-RJ X ATLÉTICO-GO

Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 16 de novembro de 2017 (Quinta-feira)
Horário: 20h(de Brasília)
Árbitro: Claudio Francisco Lima e Silva (SE)
Assistentes: Cleriston Clay Barreto Rios (SE) e Fabio Pereira (TO)

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Arnaldo, Joel Carli, Igor Rabello e Víctor Luís (Gilson); Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, João Paulo e Marcos Vinícius; Rodrigo Pimpão e Brenner. Técnico: Jair Ventura

ATLÉTICO-GO: Klever, Jonathan, William Alves, Gilvan e Breno Lopes; Marcão Silva, Ronaldo, Andrigo e Jorginho; Luiz Fernando e Diego Rosa. Técnico: João Paulo Sanches

Fonte: ESPN.com.br