DINHEIRO.

O contrato de patrocínio da Caixa Econômica Federal (CEF) divide opiniões nas Laranjeiras.

O valor oferecido por um contrato até dezembro é considerado baixo.

Mais, até: impede possíveis negociações pontuais com marcas interessadas em ocupar o espaço nobre do uniforme.

Por outro lado, o acordo este ano abre as portas para um contrato mais longo.

ALVINEGRO.

É o pensamento da diretoria do Botafogo, que hoje à tarde joga contra o Vitória no Barradão.

O clube assinará na terça-feira termo de autorização para utilização da marca da CEF na parte frontal do uniforme.

Receberá R$ 1 milhão por quatro meses.

É o prazo para os alvinegros regularizarem as certidões de débitos para assinar contrato por doze meses.

Aí, sim, recebendo cerce de R$ 1 milhão por mês _ algo em torno de R$ 12 milhões por ano.

Fonte: Blog do Gilmar Ferreira - Extra Online (18/9)