O Botafogo terá um dia importante de olho no jogo de sexta-feira contra o Sampaio Corrêa, no Estádio Nílton Santos. O clube tem apenas esta quarta para regularizar o atacante Rafael Oliveira, de 27 anos. Na terça-feira, enquanto Rafael treinava como titular de René Simões no lugar de Bill, que rescindiu seu contrato com o clube, a diretoria desenhava um acordo com o Santa Rita, de Alagoas, clube que detém os direitos do jogador.

Em reunião de mais de cinco horas entre os empresários de Rafael e o gerente de futebol Antônio Lopes, as partes chegaram a um entendimento. A cláusula de R$ 300 mil que permitia a compra de 50% dos direitos econômicos do atacante pelo Botafogo foi aumentada a pedido do clube alagoano. Em contrapartida, o Alvinegro terá uma porcentagem a receber caso Rafael seja negociado com um clube do exterior.

Nesta quarta, assim que o setor de registros da CBF começar seus serviços, os clubes encaminharão os documentos necessários para a regularização do atacante.

— O Rafael será regularizado amanhã (hoje) sem problemas — limitou-se a dizer João Feijó, presidente do Santa Rita.

Caso o nome do jogador não seja publicado no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF, o atacante estará fora da partida de sexta. Com menos de uma semana no Rio de Janeiro, Rafael surge como a principal opção para assumir a camisa 9. O estilo do jogador tem se destacado entre o elenco alvinegro.

— O Rafael mostrou a sua qualidade nos jogos em que nos enfrentou na Copa do Brasil (o Botafogo enfrentou o Botafogo-PB, ex-clube de Rafael) — lembrou o lateral-esquerdo Thiago Carleto. — É um jogador forte e faz o papel de referência, assim como o Bill. Nos treinos, mostrou que é finalizador e brigador.

Rafael chega ao Botafogo credenciado pelos 19 gols marcados em 2015 pelo Botafogo-PB. O camisa 9 é um dos artilheiros do país, empatado com Max, do América-RN, e Robert, atualmente no Vitória-BA.

Fonte: Extra Online