Botafogo está de volta à elite do futebol nacional. O clube da Estrela Solitária garantiu o acesso para a Série A do ano que vem ao bater o Luverdense nesta terça-feira, no Mato Grosso. Com 68 pontos e 20 vitórias, os alvinegros não podem mais ser alcançados pelo quinto colocado. A subida com três rodadas de antecedência é fruto de uma campanha que só não foi mais tranquila por causa da troca de técnico no meio da competição – René Simões cedeu lugar a Ricardo Gomes. A mudança, porém, trouxe fôlego necessário para os botafoguenses alcançarem o objetivo.

A estreia da caminhada alvinegra na Série B foi como o seu desfecho, longe do torcedor carioca. No dia 9 de maio, o Botafogo encarou o Paysandu em pleno estádio Mangueirão, em Belém, no Pará. O público de quase 20 mil pessoas poderia assustar os cariocas logo no primeiro jogo, mas não foi o caso. Os visitantes souberam controlar o ímpeto do adversário para sair com a vitória de 1 a 0. Rodrigo Pimpão foi o herói da partida ao marcar o gol da vitória.

Começar com o pé direito trouxe boas energias para o Botafogo, que arrancou com oito jogos invictos, sendo seis vitórias nesse período. A derrota só veio diante do Macaé, fora de casa, na nona rodada. Mesmo demorado para ocorrer, o mau resultado desequilibrou os cariocas na competição. Foi o momento mais instável do Botafogo na Série B. Nos 12 jogos seguintes, o time de General Severiano venceu quatro apenas, perdendo a gordura acumulada no início.

A queda de rendimento gerou desconfiança no torcedor, mesmo com a equipe não saindo do G4. Quem pagou o pato foi o René Simões, que caiu no meio desta sequência para a entrada de Ricardo Gomes, que não treinava um time de futebol desde o Acidente Vascular Cerebral (AVC) que teve quando ainda comandava o Vasco, em 28 de agosto de 2011.

Apesar de não ter começado da forma que a diretoria imaginava, Ricardo Gomes conseguiu devolver o Botafogo ao caminho das vitórias. Tanto que nos últimos 14 jogos, a equipe só perdeu um, para o Ceará, em casa. Fora isso, foram 11 vitórias, incluindo a desta terça-feira, e apenas dois empates. Uma arrancada fundamental para o acesso tranquilo dos cariocas.

Além do acesso antecipado, o Botafogo pode fazer outra festa se for campeão da Série B, um título que seria reflexo dos números que a equipe acumula até agora na competição. Até a 35ª rodada do campeonato, é o time que mais venceu, 20 vezes, o que menos perdeu, seis derrotas, o que possui o melhor ataque, 58 gols, e o que tem a melhor defesa, 25 gols sofridos.

Fonte: Futebol Interior