Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Taça Rio

22/05/21 às 15:05 - São Januário

Escudo Vasco
VAS

X

Escudo Botafogo
BOT

Taça Rio

16/05/21 às 11:05 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

X

Escudo Vasco
VAS

Taça Rio

09/05/21 às 18:00 - Nilton Santos

Escudo Nova Iguaçu
NOV

0

X

1

Escudo Botafogo
BOT

MELOU? CLUBE ALAGOANO EMPERRA ASSINATURA DE RAFAEL OLIVEIRA

0 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

O presidente do Santa Rita, clube de Alagoas, apresentou nesta terça-feira alguns entraves para a assinatura do contrato do atacante Rafael Oliveira com o Botafogo. Apesar de o atleta já estar no Rio de Janeiro, e já ter treinado com o elenco alvinegro, a assinatura do vínculo emperrou em função de uma cláusula adotada pelo clube carioca. Segundo João Feijó, a fixação da compra do jogador, por parte do Botafogo, em R$ 300 mil ao final do contrato é inaceitável.

— Essa cláusula que o Botafogo adotou e eu não sabia. Nós não negociamos essa situação e isso surgiu no contrato do Rafael. A nossa política é de ter o jogo e não fixa preço. Aceitamos diversas situações e o Rafael está sendo emprestado de graça ao Botafogo. Colocamos no contrato que o Botafogo pode renovar o empréstimo do jogador por mais um ano se quiser. Mas, caso essa cláusula continue, a negociação não vai acontecer — decretou o Feijó em entrevista à Rádio Brasil.

O problema recai sobre a vontade do Santa Rita em não fixar um preço para a compra pelo Botafogo. Outra situação que pode fazer com que a negociação seja desfeita é o interesse do clube alagoano em negociar o jogador caso ele receba uma proposta do exterior.

— Nós podemos negociar isso. Caso o Rafael receba uma proposta amanhã do exterior o Botafogo não terá tido nenhuma contribuição nessa situação. Caso ele atue e se destaque pelo clube, vamos conversar para saber o quanto será cabido ao clube. Faremos até uma cláusula em que o Botafogo pode igualar a proposta caso ela exista — explicou o presidente.

Feijó lamentou que o jogador tenha viajado ao Rio de Janeiro antes mesmo que a negociação estivesse sacramentada. Segundo o dirigente, essa indefinição seria evitada.

— O jogador viajou sem ter tudo assinado. Por isso que eu gostaria que ele estivesse aqui para negociarmos e evitarmos esse tipo de situação. Nós não queremos atrapalhar a vida de ninguém, mas vamos lutar pelo que é melhor para nós — decretou.

Rafael chegou ao Rio de Janeiro na última semana, já fez exames e, na última segunda-feira, já treinou com o elenco profissional.

Notícias relacionadas
Comentários