Botafogo e Atlético-MG entram em campo neste domingo, às 17h, sem maiores ambições neste Campeonato Brasileiro. Isso porque ambas as equipes chegam à última rodada da competição com o futuro já definido. Enquanto o time carioca jogará a segunda divisão em 2015, os mineiros vivem situação completamente oposta. Campeão da Copa do Brasil, o Galo já tem vaga garantida na Copa do Brasil.

Mas se a pontuação dentro de campo já não importa, os números fora dele serão importantíssimos para o Botafogo. Isso porque o clube utilizará a renda da partida no Mané Garrincha, em Brasília, para pagar uma das tantas dívidas existentes. A mais urgente é referente ao não pagamento da compra de Elkeson, hoje já vendido para o Guanzhou Evergrande-CHI.

Para a partida o Botafogo não contará com Jefferson, que pediu dispensa por conta de cansaço físico. Além do goleiro, desfalcam Jobson, Carlos Alberto e Júnior Cesar. Fabiano será improvisado na lateral esquerda e Murilo volta ao time, formando ataque com Yuri Mamute e Bruno Corrêa.

O Atlético, por sua vez, chega para o duelo deste domingo em ritmo de férias. O técnico Levir Culpi mandará a campo um time totalmente reserva, com apenas o atacante Carlos mantido como titular. O treinador dará oportunidade para observar alguns atletas e também para dar ritmo de jogo, mesmo no final do ano, para outros.

Mas o pensamento ao longo de toda a semana foi já para 2015. Parte dos atletas titulares já ganharam férias na sexta-feira e só se reapresentam no próximo ano. Se o confronto deste domingo poderá ter alguma importância, será para o zagueiro Réver, que voltará a jogar depois de mais de três meses se recuperando de lesão e para outros atletas que tentam deixar uma boa impressão no último jogo do ano.

Porém, as notícias fora de campo ganham mais destaque do que o confronto em Brasília. Na quarta-feira, Daniel Nepomuceno foi eleito presidente do clube, substituindo a Alexandre Kalil, que deixou a presidência depois de seis anos. O novo mandatário anunciou em seguida a renovação de contrato de Levir Culpi, que ficará mais uma temporada na equipe.

Por outro lado, o treinador terá uma baixa importante em sua comissão técnica para 2015. O preparador físico Carlinhos Neves anunciou a sua saída do clube, depois de três anos e meio à frente da preparação do Atlético.

“Ano positivo para o clube e para mim, muito especial, por tudo que aconteceu na minha vida, em termos de seleção, títulos terminamos com o dever cumprido. Se levássemos um pouco mais a sério o Brasileiro, dava para brigar com o Cruzeiro, mas estamos satisfeitos, entramos para a história. Ganhamos o ano com a conquista da Copa do Brasil em cima do rival”, disse Diego Tardelli, que agitou o noticiário atleticano na semana, ao revelar proposta de fora do país e já falar em tom de despedida do clube.

BOTAFOGO X ATLÉTICO-MG

Local: Estádio Mané Garricha, em Brasília (DF)
Data: 7 de dezembro de 2014, neste domingo
Horário: 17 horas (horário de Brasília)
Árbitro: Manoel Nunes Lopo Garrido (BA)
Assistentes: Lincoln Ribeiro Taques (MT) e Risley Pinheiro Martins (DF)

BOTAFOGO
Andrey; Régis, Dankler, André Bahia e Fabiano; Marcelo Mattos, Airton e Gabriel; Murilo, Yuri Mamute e Bruno Corrêa
Técnico: Vagner Mancini

ATLÉTICO-MG
Uilson; Alex Silva, Tiago, Réver e Pedro Botelho; Pierre, Josué, Eduardo e Dodô; Marion e Carlos
Técnico: Levir Culpi

Fonte: UOL