O Botafogo tem 48 jogadores em seu elenco profissional. O número é considerado muito alto pelo departamento de futebol, que já recebeu do presidente Carlos Eduardo Pereira a determinação de reduzir a folha, até mesmo para que alguns reforços possam ser contratados. A ideia do coordenador de futebol Antônio Lopes, compartilhada pelo técnico René Simões, é de contar com cerca de 35 atletas – o que, na visão de ambos, daria conta da Série B do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil.

“O Botafogo tem duas competições em que ele disputa com o pensamento de conquistar e por isso mesmo precisamos de um elenco que nos dê opções, seja em número de jogadores, seja em versatilidade. Hoje queremos trabalhar com um pouco mais do que trinta nomes”, disse Lopes.

Atualmente, treinam em separado do elenco o goleiro Luis Guilherme, os laterais Guilherme, Renan Lemos e John Lennon, os volantes Dedé, Sidney, Fabiano, Lucas Zen e Dill, além dos apoiadores Andrade e Jeferson Paulista.

Embora o clube não confirme, René também liberou para treinar separadamente os atacantes Murilo, André e Tássio. O primeiro veio por empréstimo do Internacional com status de joia, mas nunca conseguiu se firmar. André, revelado nas categorias de base, atuou apenas um tempo no empate por 2 a 2 com o Botafogo-PB pela Copa do Brasil e também não agradou. Tássio atuou seis vezes, marcou um gol e enfrentou alguns problemas de lesão, mas também não se firmou. O caso dele, porém, está sendo analisado, e o atleta pode ser reintegrado se nenhum outro nome for contratado para o setor.

Até mesmo jogadores que estão treinando com o elenco serão liberados. O volante Aírton, por exemplo, com vínculo somente até o fim do mês é carta fora do baralho. A diretoria, inclusive, conta com o valor que ele recebe para contratar o atacante uruguaio Emiliano Alfaro, que tem os direitos federativos ligados à Lazio, da Itália. O atleta vem tentando a sua liberação junto ao clube europeu.

O atacante Henrique é outro jogador que só não foi negociado porque ainda não apareceu uma proposta. Isso porque o clube não pretende mais arcar com seu salário, considerado alto para os atuais padrões. O artilheiro, porém, vem sendo utilizado por René em algumas situações, mas segue sem agradar. O Alvinegro, inclusive, tenta incluí-lo em uma negociação com um clube chinês que tem interesse no atacante Sassá.

Além de precisar reduzir a folha salarial para se reforçar no ataque, o Glorioso também irá ao mercado se perder algum atleta na janela de transferência. Além de Sassá, outro que teria proposta seria o lateral-direito Luis Ricardo, que está emprestado pelo São Paulo até o fim do ano e interessa ao Grêmio.

Dentro de campo, René segue preparando o time para a partida contra o Vitória, neste sábado, às 16h30 (de Brasília), no Estádio Nilton Santos, pela quarta rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Em relação ao time que empatou sem gols com o Atlético-GO, retornam o lateral-esquerdo Carleto, que foi preservado, o volante Marcelo Mattos, recuperado de dores na perna direita, e o atacante Rodrigo Pimpão, que cumpriu suspensão. Assim, eles reaparecem nas vagas de Pedro Rosa, Camacho e Lulinha, respectivamente.

Além dessas mudanças, René chegou a fazer outros testes no treino desta quarta-feira, mas a base que deverá jogar sábado teria: Jefferson, Gilberto, Renan Fonseca, Diego Giaretta e Carleto; Marcelo Mattos, Willian Arão, Daniel Carvalho e Elvis; Rodrigo Pimpão e Bill. Nesta quinta-feira, o elenco vai trabalhar na parte da tarde e na sexta-feira, pela manhã, um recreativo fecha a preparação.

Fonte: ESPN.com.br