Um pouco mais de uma semana depois de terem se enfrentado pelas quartas de final da Copa do Brasil, Botafogo e Atlético-MG se reencontram neste domingo, às 19h(de Brasília), no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ), em duelo válido pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. Naquela ocasião o Galo ganhou por 1 a 0 e ambos farão o duelo de volta, neste mesmo palco, no fim do mês.

Pelo Campeonato Brasileiro as duas equipes fazem campanhas semelhantes. O Botafogo, que vem de derrota de 1 a 0 para o Corinthians, soma 15 pontos, um a menos que o Atlético, que derrotou o Cruzeiro por 3 a 1. No meio de semana, porém, os papéis se trocaram na Copa Libertadores. O Glorioso venceu o Nacional por 1 a 0 no Uruguai, enquanto que o Galo perdeu, pelo mesmo marcador, na Bolívia, para o Jorge Wilstermann.

O desgaste físico é uma preocupação primordial para o Botafogo, por conta das viagens para Uruguai do meio de semana.”Claro que isso tem um peso muito grande, pois o Botafogo jogou na quinta-feira à noite e no domingo já tem um clássico. Mas temos que lidar com esse tipo de situação e ir a campo tentando dar o que temos de melhor”, disse Jair Ventura, comandante do Botafogo.

Por isso a escalação escolhida pelo comandante do Glorioso levará muito em conta o desgaste acumulados pelas viagens e partidas. Alguns jogadores devem ficar de fora da partida, como o zagueiro Joel Carli, o volante Bruno Silva e o atacante Rodrigo Pimpão.
Após levar 5 pontos no joelho, Gatito Fernández espera jogar contra o Atlético-MG

Já pelo lado do Galo, o técnico Roger Machado vai com tudo para cima do Botafogo. Isso, porém, não significa que o time será o titular contra o Glorioso. O treinador quer levar os jogadores que estão em melhores condições.

“Quero levar quem tiver de melhor à disposição. Isso envolve fatores decisivos. Se o que eu tiver melhor à disposição foi aquele que vá performar melhor, quero fazer. O Atlético montou um grupo com qualidade similar aos que estão jogando, para que possamos performar bem, independente de qualquer situação de ausência. Foi assim contra a Chapecoense, na Primeira Liga, e nos deu um retorno importante. Faz parte de um planejamento que fazemos jogo a jogo”, ressaltou.

Diante disso, alguns atletas devem ser poupados. Por exemplo o meia Robinho, com queda acentuada de produção em 2017, deve ficar fora. Por outro lado, o lateral direito Marcos Rocha está livre de contusão e liberado para a partida.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO-RJ X ATLÉTICO-MG

Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 9 de julho de 2017 (Domingo)

Horário: 19h(de Brasília)

Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Fifa-GO)

Assistentes: Bruno Raphael Pires (Fifa-GO) e Leone Carvalho Rocha (GO)

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Arnaldo, Marcelo, Igor Rabello e Víctor Luís; Dudu Cearense, Rodrigo Lindoso, João Paulo e Camilo; Guilherme e Roger

Técnico: Jair Ventura

ATLÉTICO-MG: Victor, Marcos Rocha, Bremer, Gabriel, Fábio Santos, Elias, Rafael Carioca, Adilson, Valdívia, Cazares e Fred.

Técnico: Roger Machado.

Fonte: Gazeta Esportiva