Agora é oficial: o Botafogo tem novo presidente. Vencedor da última eleição no clube, Nelson Mufarrej foi empossado na noite desta quinta-feira (04), em cerimônia realizada na sede de General Severiano. No primeiro discurso após assinar o termo de posse, o novo mandatário traçou as metas e voltou a frisar a importância de manter o controle rígido orçamentário, além de prometer uma gestão transparente.

“Assumo hoje orgulhosamente a presidência do Botafogo com o objetivo de reposicionar a marca do clube dentre as cinco mais valiosas do Brasil, tendo como projeto uma gestão transparente”, disse.

Entre os objetivos mencionados por Nelson Mufarrej ainda está a prioridade com o futebol, que foi destacado pelo novo presidente como “a alma do Botafogo”. Para buscar os resultados desejados dentro de campo, o mandatário aposta na integração da base com o profissional e para ditar o processo a aposta é no novo CT do clube, chamado de “menina dos olhos”.

“Somos o clube que melhor representa custo/benefício no país. E garanto aos senhores que o CT será a menina dos olhos da minha administração, formando jogadores para servirem ao profissional e servirem de ativos para futuras negociações”, completou.

Por fim, Nelson Mufarrej ainda destacou a intenção de seguir ampliando o programa de sócios-torcedores, que teve um crescimento considerável nos últimos anos, na gestão de Carlos Eduardo Pereira.

Confira o discurso na íntegra:

“Assumo hoje orgulhosamente a presidência do Botafogo com o objetivo de reposicionar a marca do clube dentre as cinco mais valiosas do Brasil, tendo como projeto uma gestão transparente, baseando-se nos seguintes pilares que utilizamos em nossa campanha e que agora vou mencioná-los:

1- Dar prosseguimento e consolidação do processo de reconstrução do Botafogo. Aqui pretendo continuar o rígido controle orçamentário, uma vez que não podemos nunca mais deixar que o Botafogo se mergulhe em dívidas.

2- Prioridade para o futebol com integração à base. Futebol é a alma do Botafogo. O time profissional será sempre a nossa preocupação, pois o sucesso dele nos dá tranquilidade para gerir todos os outros problemas que possam, por ventura, surgir. É para isso, acreditem, que estarei empenhado junto com meu vice-geral, Carlos Eduardo Pereira, meu vice de futebol, Gustavo Noronha, e todos os vice-presidentes aqui presentes e mais a diretoria técnica para compor o que há de melhor para o Botafogo dentro da nossa realidade.

As categorias de base, alimentadoras da nossa equipe principal, terão igualmente nossa dedicação. Tenho como diretor da base hoje o Manoel Renha. Assim conseguiremos a integração tão necessária para o departamento de futebol.

3- Gestão do novo CT integrado. CT é um capítulo à parte. Integrado ao Botafogo, dará um salto de qualidade enorme na formação dos atletas. Estamos planejando otimizar e dinamizar a preparação física e o treinamento das atletas.

Somos o clube que melhor representa custo/benefício no país. E garanto aos senhores que o CT será a menina dos olhos da minha administração, formando jogadores para servirem ao profissional e servirem de ativos para futuras negociações.

4- Ampliação do nosso programa de sócio-torcedor. O direito ao voto foi uma conquista de nossa política”.

Fonte: Esporte Interativo