Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Série B

13/06/21 às 16:00 - Raulino de Oliveira

Escudo Botafogo
BOT

X

Escudo Remo
REM

Série B

05/06/21 às 21:00 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

2

X

0

Escudo Coritiba
CTB

Série B

28/05/21 às 21:30 - OBA

Escudo Vila Nova
VLN

1

X

1

Escudo Botafogo
BOT

Criticado por expulsão, Edilson desabafa: ‘Não seria inconsequente. Juiz foi infeliz’

0 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

A irritação de Edilson, expulso após esboçar uma cabeçada no árbitro Manuel Garay, foi um dos principais assuntos entre os botafoguenses após a derrota por 2 a 1 para o Independiente del Valle. Em meio a um caminhão de críticas por tal atitude, o lateral-direito resolveu se manifestar.

– Fui argumentar que o Bolívar nem encostou no adversário no primeiro cartão que ele levou. E que o Dória estava sagrando no chão, precisando de atendimento – argumentou Edilson, por intermédio da assessoria de imprensa pessoal.

Apesar de as imagens, durante a transmissão pela televisão, mostrarem a reação intempestiva, o lateral acredita que o árbitro se equivocou:

– Não seria inconsequente de prejudicar a equipe. O árbitro foi muito infeliz e, ao meu ver, não soube conduzir o jogo. O Bolívar nem tocou no jogador deles e levou o cartão sem merecer. Fui lá, como outros jogadores, argumentar. Não tenho problema em ouvir criticas quanto a esta expulsão. Apesar de achar que não foi correto o que o juiz fez comigo, sei absorver quando os comentários não são os melhores para mim.

Logo após o jogo, ainda no Equador, o técnico Eduardo Hungaro garantiu que teria uma conversa com o camisa 3 sobre o ocorrido. Já no desembarque da delegação alvinegra, na manhã de quinta-feira, a expulsão do lateral também foi discutida.

– O Hungaro disse que ouvirá o Edilson sobre o que ele fez. Claro, com um a menos é difícil, com dois, fica quase impossível resistir à pressão. Mas assim é a Libertadores, tem de ter cabeça fria, no lugar – ponderou o goleiro Jefferson.

Na próxima rodada, o Botafogo enfrentará novamente o Independiente del Valle, terça-feira, às 22h, mas dessa vez no Maracanã. Sem Edilson e Bolívar, o técnico Eduardo Hungaro deve optar por Lucas e André Bahia, respectivamente.

Notícias relacionadas
Comentários