Novo vice-presidente de futebol do Cruzeiro, Itair Machado se reuniu com Antônio Carlos Azevedo, dirigente do Botafogo, para encerrar o mal-estar entre os clubes. O relacionamento ficou desgastado depois que Gilvan de Pinho Tavares, atual presidente, anunciou a contratação de Bruno Silva, que tem vínculo com a equipe da estrela solitária até dezembro de 2018. Conforme apurou o Superesportes, mineiros e cariocas voltaram a tratar sobre a transferência do volante, mas deixaram para intensificar as tratativas após o fim do Campeonato Brasileiro.

Durante a reunião, realizada na última semana, no Rio de Janeiro, o novo vice-presidente de futebol do Cruzeiro reiterou o interesse em Bruno Silva, mas garantiu que não pretendia concluir a negociação sem conversar com o Botafogo. Explicou a Antônio Carlos Azevedo que a manifestação de Gilvan de Pinho Tavares foi feita num momento político conturbado na Toca da Raposa e que pretendia encerrar de uma vez o mal-estar gerado pelo ‘anúncio’.

Machado entregou a Cacá, como é conhecido o dirigente botafoguense, uma lista de jogadores que retornam de empréstimo ao Cruzeiro em janeiro de 2018 ou que não serão aproveitados por Mano Menezes na próxima temporada. Jair Ventura analisará as possibilidades. O clube celeste não pretende desembolsar dinheiro na contratação de Bruno. A Ponte Preta, que é dona da maior parte dos direitos econômicos do jogador, também receberá essa lista de jogadores. A composição do negócio não preocupa os dirigentes celestes, conforme apurou a reportagem.

Gilvan anunciou o volante em 22 de outubro, minutos antes do clássico entre Cruzeiro e Atlético, no Mineirão. No mesmo momento, o empresário do jogador, Carinhos Sabiá, informou que havia sido procurado pela nova diretoria da Raposa, mas que não existia qualquer acerto firmado. Horas depois, o Botafogo informou por meio de suas redes sociais “que não teve contato e muito menos negociava com o Cruzeiro”. “O atleta Bruno Silva tem contrato até dezembro de 2018 e está com seus salários e encargos sociais pagos em dia”, complementou, em nota.

Depois do interesse do Cruzeiro se tornar público, Bruno Silva foi vaiado pela torcida do Botafogo. Em 16 de novembro, depois da derrota para o Atlético-GO, por 2 a 1, em pleno Engenhão, o jogador fez sinal para as arquibancadas de que estava deixando o clube. No dia seguinte, Bruno convocou entrevista coletiva e pediu desculpas pela manifestação.

Histórico

Bruno Silva, de 31 anos, começou a carreira no Villa Nova-MG. Ele atuou por times do interior de Minas antes de passar por Avaí, Bahia, Ponte Preta, Atlético-PR, Chapecoense e Botafogo. Um dos destaques do alvinegro em 2017, o volante jogou em 60 partidas e marcou nove gols. De estilo aguerrido, é considerado um dos líderes do clube carioca e se destaca pela entrega em campo. Por causa da forte pegada, levou 18 cartões amarelos e dois vermelhos nesta temporada.

O jogador brigará por posição com Robinho no Cruzeiro. Apesar de também atuar como volante, o jogador prefere entrar em campo aberto pelo lado direito, dando apoio ao ataque e auxiliando o lateral na defesa. O Cruzeiro deu prioridade a contratação dele, já que Robinho tem sofrido com lesões nesta temporada e precisa de um substituto à altura.

Fonte: Superesportes