O Botafogo sabe que o jogo de quinta-feira, contra o Atlético Nacional, é talvez o mais difícil da fase de grupos, e que trazer um empate de Medellín não seria mau negócio. Uma vitória, no entanto, empolgaria a torcida e, de quebra, faria o técnico Jair Ventura quebrar uma escrita que teve início com seu pai: há 44 anos o Botafogo não sabe o que é vencer fora de casa na Libertadores. A última vitória aconteceu com um decisivo gol de Jairzinho.

Foi pela Libertadores de 1973 que o Botafogo conseguiu uma vitória fora do Rio pela última vez: pela última rodada da primeira fase, em Montevidéu, o alvinegro bateu por 2 a 1 o Nacional e assegurou a liderança do grupo junto com o Palmeiras. Roberto abriu o placar e Jairzinho fez o gol que garantiu a vitória. O goleiro do Nacional na época era o brasileiro Manga, também ídolo alvinegro.

Depois daquele jogo, o Botafogo de Jair, o pai, seguiu na competição. No triangular semifinal, fora de casa, perdeu para o Cerro Porteño no Paraguai e empatou com o Colo Colo no Chile. Foi eliminado.

De lá para cá, já são 12 jogos sem uma vitória fora de casa na competição, nas edições de 1973, 1996, 2014 e 2017. O time disputou duas partidas até agora no torneio, com um empate e uma derrota (com triunfo na decisão por pênaltis). Resultados bons o bastante para o time avançar com brilho na competição.

Ao todo, o Botafogo não tem bom retrospecto como visitante na competição: são três vitórias, cinco empates e dez derrotas.

E é o filho do artilheiro que fez o time vencer da última vez que tenta a vitória, como treinador, para mudar o rumo da história quase meio século depois: se conseguir, será mais um capítulo glorioso da família Ventura na história do Botafogo.

Fonte: Extra Online