Quem esperava Luís Henrique despontando em 2016, está vendo, também, o jovem Ribamar, que em janeiro deste ano atuou com o sub-17 na Copa São Paulo de Futebol Júnior, começar a temporada demonstrando personalidade, gols e agarrando a condição de titular no ataque alvinegro. Ribamar foi o responsável pelo gol da classificação em cima do Fluminense, no último domingo, em Volta Redonda. Os três gols que o atacante tem como profissional, foram sobre o Tricolor.

Para falar sobre o jogador, a reportagem da Super Rádio Tupi entrevistou o ex-técnico do sub-20, Mauricio Ferreira, quem Ribamar tem como grande professor na carreira, já que trabalhou com o treinador no sub-15 e 17, até chegar ao profissional.

Como vê a afirmação de Ribamar no time principal do Botafogo?

“Eu vejo com muita alegria. Trata-se de um garoto novo, tem muito a evoluir, e o mais importante, ele quer evoluir. Ribamar é um jogador centrado e merece estar vivendo tudo que está vivendo nesse momento”.

Você foi o responsável em fixar o Ribamar no ataque. Como foi este processo?

“Quando eu cheguei ao sub-15 do Botafogo, o Ribamar era volante, e eu logo percebi que ele tinha muito mais vocação para jogar do meio campo para frente, para jogar de forma ofensiva, do que defensiva. Então a gente foi introduzindo ele no ataque e ele foi se adaptando, ganhando espaço e logo se firmou. No ano seguinte ele fez o contrato profissional e desde então o Ribamar não parou de evoluir. Eu acho que isso foi o determinante para o Ribamar, hoje, estar vivendo o que ele está vivendo”.

Na sua visão, Ribamar tem o potencial para se tornar uma realidade, ser um jogador de referência no futuro do Botafogo?

“Eu não tenho dúvidas que sim. O Ribamar, na verdade, quer muito isso. Ele se sente muito à vontade no Botafogo. E é um jogador que vem evoluindo demais. Eu creio que se ele mantiver esse nível de atuação, de evolução, ele com certeza, em um futuro bem breve, será um ídolo da torcida, um exemplo para outros atletas da base que vem sendo revelados. Ele traça um caminho muito bonito. Ele tem uma história bonita dentro do Botafogo, e eu espero e torço muito para que ele possa estar se firmando e, em um futuro breve, se tornar um ídolo da torcida do Botafogo”.

Como é a personalidade de Ribamar fora de campo?

“O Ribamar é muito tranquilo fora de campo. É um jogador humilde, de família humilde, mas muito bem orientado, muito bem educado, fala pouco, está sempre na dele, sempre concentrado, sempre muito focado. Não tem problema nenhum de relacionamento com outros atletas. Como eu falei, é um jogador que fala pouco, vai e executa o trabalho dele, sempre de forma intensa, concentrado. Nunca soube de nenhum problema do Ribamar fora de campo. E eu acho que é um perfil muito agradável para se trabalhar. É um jogador muito calmo, mas com muita vontade de crescer”.

Em 2015, Ribamar participou de 37 jogos na base, marcando 17 gols, dando três assistências, e se destacando na conquista do torneio Otávio Pinto Guimarães. O contrato, este ano, foi ampliado até dezembro de 2018, e a multa rescisória para quem quiser tirar o jovem do Botafogo, é de R$ 24 milhões.

Fonte: Site da Rádio Tupi