Apesar do gerente de futebol do Botafogo, Antônio Lopes, ter afirmado que o atacante Neilton não permanecerá no clube por razões salariais, outro integrande da diretoria disse que a decisão foi por ordem técnica.

– Fizemos uma reavaliação, e a decisão tomada foi de ordem técnica – explicou um integrante da diretoria ao site Globoesporte.com, que não teve seu nome revelado.

O Botafogo negociava com o Cruzeiro a divisão do pagamento dos salários do jogador, que deixou clara a intenção de permanecer no clube na próxima temporada. Em 2015, o Glorioso arcou apenas com 25% dos seus vencimentos, com o restante pago pela Raposa, dona dos direitos federativos.

Fonte: Globoesporte.com