A negociação entre o atacante Hugo e Botafogo subiu no telhado. O jogador de 28 anos estava por uma assinatura em General Severiano, mas o fato da notícia ter vazado gerou mal-estar entre os dirigentes do clube. Cacá Azeredo, vice-presidente do Alvinegro, era quem negociava com o representante do atacante, Anselmo Paiva.

Na última terça-feira (22), Cacá e Anselmo Paiva se reuniram em um restaurante na Zona Sul do Rio de Janeiro e, nesse encontro, deixaram tudo apalavrado. No compromisso, em que teve a participação de Hugo, a ideia era que o atleta mostrasse a vontade de vestir a camisa do Glorioso.

Entretanto, a notícia vazou, e a repercussão negativa fez com que Carlos Eduardo Pereira, presidente do Botafogo, não aprovasse a contratação de Hugo, que chegaria por empréstimo até dezembro de 2017. A fama de indisciplinado pesou na decisão do mandatário. Com isso, o futuro do atleta deve ser a Ásia, embora seja contra a vontade do próprio jogador.

Artilheiro do Luverdense na Série B, com nove gols, Hugo está sem entrar em campo desde outubro, quando foi liberado por ato de indisciplina, segundo a assessoria do clube matogrossense. Além do time de Lucas do Rio Verde, o atacante acumula passagens por Criciúma, Avaí, Joinville, Bahia, Náutico, Bangu-RJ, Ceará, Vitória da Conquista-BA, Americano-RJ, Macaé-RJ, América-RJ e Olaria-RJ.

Aconteceu o mesmo com o Fluminense em 2014:

Em 2014, Hugo esteve bem próximo de vestir a camisa do Fluminense. O Tricolor se interessou no atleta depois de uma partida pelo Campeonato Carioca, diante do Volta Redonda, equipe em que o atacante atuava. Nesta partida, o jogador, inclusive, marcou um gol na vitória do Voltaço sobre o time de Laranjeiras por 2 a 1.

O fato da notícia ter vazado desagradou ao Fluminense, pois na época, Fred, então jogador do clube, teria indicado Hugo à diretoria e, portanto, daria a impressão que o ex-camisa 9 do clube teria privilégio em Laranjeiras.

Fonte: Esporte Interativo