A devolução do meia Marcos Vinicius pela Chapecoense para o Botafogo ainda depende de um acordo entre as diretorias. De acordo com o Globoesporte.com, a pendência envolve a questão salarial.

Quando emprestou o jogador para a Chapecoense, o Botafogo se comprometeu a pagar os salários de março até junho, e a Chape dos meses seguintes. Porém, como só o Botafogo pagou até agora, a devolução não foi aceita.

O Botafogo espera que a Chapecoense pague pelo menos parte do valor que teria de gastar até dezembro, mas não houve ainda um acordo. Com apenas 14 minutos em campo pela Chape, Marcos Vinicius sequer se reapresentou ao clube após a pausa da Copa América, sendo liberado para definir seu futuro.

Fonte: Globoesporte.com