Walter Montillo avisou que vai voltar aos gramados em 2018 e não escondeu que sua prioridade é o Botafogo outra vez. Os alvinegros gostaram da notícia, mas nem todos dentro de General Severiano. O LANCE! apurou que alguns nomes fortes do futebol do Glorioso estão temerários com o retorno do meia, devido ao fracasso e as seguidas lesões nesta temporada. Ciente desse cenário, e com eleições logo mais, os dirigentes já começam a se mexer e traçaram como alvo o meia, também argentino, Fernando Belluschi, autor do gol que eliminou o Flamengo na Copa Libertadores, como o grande alvo para ser o camisa 10 no ano que vem. Montillo, assim, se torna segunda opção.

 

A busca incessante por um jogador para a posição aumentou depois que Montillo acenou com a aposentadoria e rescindiu com o clube. O jogador pouco jogou devido às lesões e sequer marcou algum gol oficial pelo clube. Além disso, o chileno Leonardo Valencia que chegou para ser o substituo não vem tendo muitas oportunidades e pode ser um dos negociados do elenco para 2018. Desta maneira, o Botafogo analisa aproveitá-lo como moeda de troca por Belluschi. Se confirmar o negócio, depois a direção irá avaliar internamente se Montillo será recontratado ou não, mesmo com pressão da torcida.

Com uma situação financeira desconfortável, o Botafogo tenta conjugar um negócio para ter Belluschi oferecendo atletas ao San Lorenzo como moeda de troca. Por isso, Léo Valencia se tornou o nome mais forte para entrar no circuito. Jogador da seleção do Chile, o ex-atleta do Palestino é visto como um atleta valorizado no mercado sul-americano, por ter apenas 26 anos e boas passagens em clubes chilenos. Assim, a composição do negócio envolveria a ida de um jogador mais novo e com mais potencial de mercado aos argentinos, convencendo a equipe a liberar Belluschi. Em 12 jogos pelo Botafogo, Valencia não fez gols e deu apenas uma assistência, em cobrança de escanteio contra o Corinthians.

Na Argentina, Belluschi recebe acima do teto do Botafogo, assim os valores são considerados altos para a diretoria e por um atleta de 34 anos. Mesmo assim, seus vencimentos são menores que os antigos de Montillo, o que aumenta ainda mais o coro por sua contratação por alguns membros da cúpula de futebol. Para concluir, o nome também é consenso entre todos, já que Belluschi chegou a ser convocado recentemente até para a seleção de seu país, devido sua boa fase. Recentemente, renovou seu vínculo com o San Lorenzo até 2019.

Sem dinheiro, o Alvinegro segue em busca de um novo camisa 10 e não quer mais apostar em Valencia. Entre Montillo e Belluschi, a direção está dividida para saber em quem deve investir o pouco do orçamento que tem para 2018.

Fonte: Terra