Com 25% dos direitos econômicos, o Botafogo poderia receber R$ 8 milhões pela venda de Matheus Fernandes do Palmeiras ao Barcelona (a transferência inicialmente custou R$ 32,5 milhões, podendo chegar a R$ 51 milhões com metas atingidas). Porém, o clube acertou em um documento com o Palmeiras receber apenas 700 mil euros (R$ 3,2 milhões).

A informação foi publicada pelo “UOL” e teve questionamentos de um dirigente não identificado a “O Globo” nesta quinta-feira.

— Eu mesmo gostaria de entender essa mágica que fez 25% virar cerca de 10% — questionou um dirigente que não quis se identificar.

Ex-presidente do Botafogo e integrante do Comitê Executivo de Futebol, Carlos Augusto Montenegro afirmou que dará entrevista coletiva nesta quinta em Domingos Martins para explicar a situação. Ele falou brevemente, sem dar detalhes, a “O Globo”.

— O Palmeiras consultou a gente antes. Não tem mistério. Do jeito que estão falando, parece que eles se deram bem em cima de nós. Não é nada disso – disse Montenegro, citando descontos no valor total.

— Ninguém está considerando a comissão dos agentes por intermediação. Tem outra coisa: parte do dinheiro ficará em contingência. São US$ 1,4 milhão (R$ 5,8 milhões) em impostos, uma exigência da Receita espanhola – concluiu.

Fonte: Redação FogãoNET e O Globo Online