Os jogadores do Botafogo chegaram a um consenso. Se não vencer o Figueirense nesta quarta-feira, às 19h30, em São Januário, o time de General Severiano não logrará êxito na missão de fugir do rebaixamento. O duelo é visto como a ‘cartada final’ da equipe para permanecer na elite do futebol brasileiro em 2015.

Mas a missão não será tão fácil. Mesmo se vencer o Figueirense, o Botafogo não tem como sair da zona de rebaixamento já nesta 35ª rodada do Brasileiro. Isso já mostra o quão delicada é a situação do Alvinegro a quatro jogos do fim da competição. A equipe ainda encara Chapecoense e Santos fora de casa e encerra sua participação contra o Atlético-MG, no Maracanã.

Um dos trunfos do Botafogo para a partida é Marcelo Mattos, que retornou aos gramados na derrota para o Fluminense após quase seis meses no departamento médico. O volante minimizou a crise financeira vivida pelo Alvinegro e diz que os jogadores estão empenhados em dar a volta por cima e evitar o rebaixamento.

“Se falarem que tem um bicho para a gente não cair, tenho certeza que isso não interessa. O que interessa para a gente é outra coisa. É uma situação difícil mas, se sairmos dela, vai ser maior do que um título”, disse o volante.

Para a partida desta quarta, o técnico Vagner Mancini não poderá contar com Carlos Alberto e Andreazzi, com dores musculares. O treinador, por outro lado, contará com o retorno de Júnior César na lateral esquerda, após cumprir suspensão automática por expulsão.

O Figueirense, por sua vez, tentará dar mais um passo importante para evitar o rebaixamento. O time encontra-se na 13ª posição e tem quatro pontos a mais que o rival Chapecoense, primeiro clube dentro da zona da degola.

Argel Fucks fará algumas mudanças em relação ao time que empatou com o Atlético-MG por 1 a 1, domingo, no Independência. O técnico conta com os retornos do zagueiro Thiago Heleno e o meia Marco Antônio. Por outro lado, ele perdeu o volante Jefferson, suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

O jogador vinha atuando como lateral direito e, assim, Willian Cordeiro assumirá seu lugar. A única dúvida do comandante da equipe catarinense é a escalação do meia Felipe ou do atacante Clayton.

“Eu fiquei contente com a exibição do final de semana porque fomos um time seguro, equilibrado e convincente. A garota demonstrou personalidade e confiança. Precisamos manter os pés no chão porque ainda não asseguramos nossa presença na Série A em 2015”, disse Argel Fucks.

BOTAFOGO X FIGUEIRENSE

Data: 19/11/2014 (quarta-feira)
Horário: 19h30 (de Brasília)
Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Auxiliares: Jose Antônio Chaves Franco Filho (RS) e Jose Eduardo Calza (RS)

BOTAFOGO
Jefferson; Régis, Dankler, André Bahia e Júnior César; Marcelo Mattos, Gabriel, Bolatti e Murilo; Jobson e Bruno Correa
Técnico: Vagner Mancini

FIGUEIRENSE
Tiago Volpi, Willian Cordeiro, Marquinho, Thiago Heleno e Roberto Cereceda; Dener, França, Marco Antonio e Felipe (Clayton); Pablo e Marcão
Técnico: Argel Fucks

Fonte: UOL