O Botafogo é diferente. Se outros torcedores se vangloriam pelo número de estrelas em sua camisa, o botafoguense se orgulha de ter só uma. Os demais evitam a sofrência, enquanto o alvinegro, como dizia Nelson Rodrigues, “compra o seu ingresso como quem adquire o direito, que lhe parece sagrado e inalienável, de sofrer”. E, enquanto a maioria foge do número 13 por pensar que dá azar, o 13 para o Botafogo traz sorte. É o número de Zagallo e de Loco Abreu. É também o número de títulos da Libertadores dos times que o Botafogo vai ter enfrentado quando terminar o jogo de hoje, às 21h45, contra o Nacional, em Montevidéu.

Entre as equipes que o Alvinegro já eliminou (Colo-Colo, Olimpia, Estudiantes e Atlético Nacional), foram 10 taças. O Nacional tem mais três. É um indício do feito do Botafogo, que enfrentou adversários de alto nível mais cedo do que de costume — começando pela pré-Libertadores e passando por, talvez, o grupo mais difícil da competição.

— Lutamos muito para chegar até aqui, lutamos muito na pré-Libertadores e na fase de grupos. Não vai ser agora que vamos vender barato. Não podemos deixar de ter entrega — disse ontem o técnico Jair Ventura.

Com os cruzamentos já definidos (no sorteio, o Nacional era o único adversário possível que já tinha vencido a competição), vê-se que todos os adversários do Alvinegro na Libertadores, até uma possível final, podem ser ex-campeões. Caso passe pelo Nacional, pode pegar o Grêmio, que venceu o Godoy Cruz fora por 1 a 0 anteontem, e a Libertadores em 1981 e 1995.

Na semifinal, podem chegar os brasileiros Palmeiras ou Santos. Depois, na final, pode enfrentar o também brasileiro Atlético-MG ou os argentinos River Plate e San Lorenzo.

FICHA DO JOGO:

Parque Central — 21h45

Árbitro: Julio Bascuriñan (CHI)

Nacional: Conde, Fucile, Garcia, Arismendi e Espino; Romero, Sebastián Rodríguez, Felipe Carballo e Kevin Ramírez; Silveira e Viúdez. Técnico: Martín Lasarte.

Botafogo: Gatito, Arnaldo, Carli, Emerson Silva e Victor Luis; Lindoso, Bruno Silva, João Paulo e Camilo (Matheus Fernandes); Pimpão e Roger. Técnico: Jair Ventura.

Transmissão: Sportv e Rádio Globo/CBN transmitem o jogo ao vivo.

Fonte: Extra Online