A Justiça puniu o ex-vice presidente de estádios do Botafogo, Anderson Simões, e o clube por ligação com a torcida Fúria Jovem. O dirigente é acusado de facilitar o acesso a ingressos para a organizada, enquanto a mesma cumpria suspensão.

O juiz Bruno Monteiro Rulière condenou ele e o clube a pagarem reparação por dano moral coletivo no valor de R$ 50 mil. A informação foi publicada pelo site “Globoesporte.com”.

Além disso, Anderson Simões está com “proibição de que novamente se candidate ou, de qualquer forma, assuma cargo de presidente, de dirigente ou de comando no Botafogo de Futebol e Regatas, enquanto perdurar a gestão que integrou”. Ele recentemente se desligou da vice-presidência de estádios e do grupo político Mais Botafogo.

Também foram punidas a Torcida Jovem do Flamengo – suspensão de três anos e multa de R$ 50 mil – e a Young Flu – suspensão de um ano e multa de R$ 20 mil.

Fonte: Globoesporte.com