Não foram um ou dois lances. Foram três. Por três vezes o árbitro Raphael Claus não expulsou jogadores do Flamengo no clássico contra o Botafogo, neste domingo, no Maracanã, sendo determinante na vitória rubro-negra por 3 a 2.

A covardia com o Botafogo começou quando Gabriel Barbosa, já com cartão amarelo, deu chilique após cometer falta em Jonathan, empurrou o lateral, gesticulou contra o assistente e arrancou a bandeirinha de escanteio. O juiz não expulso.

O segundo erro grave foi quando Cuellar deu carrinho criminoso por trás em Marcinho e recebeu apenas cartão amarelo. Nem o VAR corrigiu o equívoco, quando o jogo estava 1 a 1.

O terceiro veio quando a partida estava 2 a 1 para o Flamengo. Alex Santana arrancou e, quando ia invadir a área, levou carrinho forte de Rafinha, que já tinha amarelo. O árbitro não expulsou.

Youtuber, empresário e patrocinador do Botafogo com a empresa Vigia de Preço, Felipe Neto detonou a “roubalheira escandalosa”.