Flamengo e Adidas escaparam de um processo milionário por conta de uso indevido da marca do Botafogo. O clube rubro-negro negou participação e pediu desculpas, enquanto a empresa responsabilizou o canal de humor “Porta dos Fundos” pelo fracassado vídeo, que teve que ser retirado do ar. Assim, o Alvinegro processará apenas os humoristas, exigindo indenização de cerca de R$ 10 milhões.

O vídeo ironizava a quantidade de patrocínios no uniforme do Botafogo, usando uma camisa falsa com o escudo do clube.

– A Adidas se posicionou e responsabilizou totalmente o “Porta dos Fundos”. Eles garantiram que não sabiam de nada. O Flamengo já havia se pronunciado. O “Porta dos Fundos” foi o único que confirmou o uso indevido da marca do Botafogo. Eles alegam que foi uma brincadeira e que estão respaldados pela constituição federal, mas não é bem assim. Nosso processo será então somente contra o “Porta dos Fundos”. Se outras partes estiverem envolvidas, cabe a eles provar isso judicialmente – disse Domingos Fleury, vice-presidente jurídico do Botafogo, ao site “Globoesporte.com”.

Fonte: Globoesporte.com