O primeiro tempo foi bom, mas no segundo o Botafogo apresentou falhas – a mais gritante de Gatito Fernández, que cometeu pênalti infantil – e acabou sucumbindo ao Flamengo, sendo derrotado por 3 a 0 neste sábado, no Maracanã, pela Taça Rio do Campeonato Carioca. Agora, é juntar os cacos e focar na Copa do Brasil e na estreia de Honda, terça-feira, no Estádio Nilton Santos.

Banner da loja do FogãoNet por Estilo Piti para faixa Konichiwa

Com uma formação diferente, o técnico Paulo Autuori viu sua estratégia dar certo na etapa inicial. O Botafogo esperou o Flamengo, neutralizou suas jogadas e, apesar de ter menos a bola, foi quem mais levou perigo no primeiro tempo. Marcelo Benevenuto anulava o veloz Michael.

A principal chance da etapa inicial foi do Botafogo. Aos 28 minutos, Bruno Nazário cobrou falta da direita, a bola foi desviada por Pedro Raul e acertou a trave oposta. Nos acréscimos, Pedro Raul foi lançado por Caio Alexandre e estufou as redes, mas o gol foi anulado com confirmação do VAR.

O Flamengo começou mais incisivo no segundo tempo e conseguiu encurralar o Botafogo. Aos cinco minutos, Willian Arão cobrou falta, a bola desviou na barreira e Gatito defendeu. Porém, aos 12, numa falha de cobertura do lado direito de defesa, Michael cruzou, Gatito saiu socando e Everton Ribeiro, no segundo pau, abriu o placar: 1 a 0.

O jogo ficou à feição para o Flamengo, que conseguiu ampliar aos 23 minutos numa jogada rápida que terminou na finalização de Gabriel Barbosa – o desvio de Marcelo Benevenuto tirou qualquer chance de defesa de Gatito.

O Flamengo teve a chance de fazer o terceiro duas vezes, mas a soberba de seu centroavante não deixou. Gatito fez lambança, foi tentar sair driblando e cometeu pênalti. Gabriel Barbosa cobrou com cavadinha, estilo Loco Abreu, e acertou a trave. No rebote, Diego fez, mas após muita revisão do VAR, o árbitro mandou repetir a cobrança. Gabriel novamente bateu, desta vez com força, e acertou de novo o travessão.

Porém, o Flamengo encaixou mais uma jogada de velocidade e fechou a conta em 3 a 0, com Michael. Um banho de água fria na torcida do Botafogo, que está na expectativa pela estreia de Honda na próxima terça-feira.

Próximos jogos do Botafogo

Keisuke Honda. Essa agora é a principal atração do Botafogo. O japonês vai fazer sua estreia pelo Glorioso na terça-feira, contra o Paraná Clube, às 19h15, no Estádio Nilton Santos, pela Copa do Brasil, com prenúncio de festa e casa cheia. O próximo compromisso pelo Campeonato Carioca será domingo que vem diante do Bangu, também no Niltão.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 3 X 0 BOTAFOGO

Estádio: Maracanã
Data-Hora: 7/3/2020 – 18h
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (RJ)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Corrêa (RJ) e Thiago Henrique Neto Corrêa Farinha (RJ)
VAR: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Renda e público: R$ 1.872.425,00 / 48.470 pagantes / 52.544 presentes
Cartões amarelos: Gabriel Barbosa, Everton Ribeiro (FLA); Pedro Raul, Caio Alexandre, Bruno Nazário (BOT)
Cartões vermelhos:
Gols: Everton Ribeiro 12’/2°T (1-0), Gabriel Barbosa 23’/2°T (2-0), Michael 40’/2°T (3-0)

FLAMENGO: Diego Alves; João Lucas (Berrío 22’/1°T), Gustavo Henrique, Léo Pereira e Renê; Willian Arão, Diego (Thiago Maia 45’/2°T) e Everton Ribeiro; Bruno Henrique (Vitinho 42’/2°T), Gabriel Barbosa e Michael – Técnico: Jorge Jesus.

BOTAFOGO: Gatito Fernández; Marcelo Benevenuto, Carli (Barrandeguy 40’/2°T) Kanu e Danilo Barcelos; Caio Alexandre (Cortez 25’/2°T), Alex Santana e Bruno Nazário; Luiz Fernando (Cícero 40’/2°T), Pedro Raul e Luis Henrique – Técnico: Paulo Autuori.

Fonte: Redação FogãoNET