Cadê o cheirinho!? Pressionado, o Botafogo marcou muito, foi eficiente na frente e eliminou o Flamengo com vitória por 1 a 0 na noite desta quarta-feira, no Maracanã, classificando-se para a final do Campeonato Carioca. O Glorioso, que tanto sofreu este ano, agora aguarda por Fluminense ou Vasco da Gama para lutar pelo título estadual, a partir do domingo de Páscoa.

Sem a vantagem do empate, o Botafogo fez um ótimo primeiro tempo, seguro atrás (menos nas jogadas aéreas, tormento na temporada) e com boas chegadas na frente, aproveitando a desorganização do Flamengo. Aos oito minutos, Luiz Fernando assustou com um chute forte, após saída errada da defesa adversária. Aos 19, Igor Rabello cabeceou no cantinho e Diego Alves foi buscar.

Luiz Fernando - Flamengo x Botafogo (FOTO: Vítor Silva/SSPress/Botafogo)Luiz Fernando fez o gol e provocou com o cheirinho (FOTO: Vitor Silva/SSPress/BFR)

O Flamengo só levou perigo mesmo nas bolas altas, aos 24 com Willian Arão e aos 29 com Réver. Fora isso, o Botafogo marcava bem. O habilidoso Renatinho estava um leão no combate. E foi do volante Rodrigo Lindoso o início da jogada do gol que abriria o placar. Ele enfiou para Marcinho na direita, e o lateral cruzou para Luiz Fernando bater bonito, com direito a provocação do “cheirinho”.

Ah, já íamos esquecendo… Aos 16 minutos, Diego deu um soco em Carli dentro da área, mas nem o árbitro Marcelo de Lima Henrique (que já conhecemos bem), nem nenhum dos 267 auxiliares dentro de campo viram o pênalti claro. Mas isso já é normal, não é mesmo? Tínhamos de ganhar de 12, como sempre.

O Flamengo foi para cima no segundo tempo, com mais atacantes ainda em campo. A pressão existiu, mas o Botafogo continuou se portando bem atrás. A jogada mais perigosa foi um escanteio em que Rever desviou no travessão, mas o lance já estava paralisado. Aos 30, sim, veio o susto. Henrique Dourado cabeceou na trave de Jefferson, que só olhou.

A pressão continuou grande, com o Flamengo atacando e o Botafogo apenas se defendendo. Aos 43, o ídolo Jefferson garantiu com uma defesaça em cabeçada de Marlos Moreno. E a torcida do Fogão, mais uma vez, calou os molambos, que foram em grande maioria ao estádio. NÓS SOMOS O BOTAFOGO!

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 0 X 1 BOTAFOGO

Estádio: Maracanã
Data-Hora: 28/03/2018 – 21h45
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Assistentes: Wagner de Almeida Santos (RJ) e Daniel do Espírito Santo Parro (RJ)
Renda e público: R$ 808,555,00 / 28.215 pagantes / 31.888
Cartões amarelos: Jonas e Cuéllar (FLA); Jefferson, Igor Rabello e Brenner (BOT)
Cartões vermelhos:
Gols: Luiz Fernando 38’/1ºT (0-1)

FLAMENGO: Diego Alves; Pará, Rever, Rhodolfo e Everton; Jonas (Cuéllar – Intervalo), William Arão (Geuvânio – Intervalo), Lucas Paquetá (Marlos Moreno 17’/2ºT) e Diego; Vinicius Jr. e Henrique Dourado – Técnico: Paulo Cesar Carpegiani.

BOTAFOGO: Jefferson; Marcinho, Carli, Igor Rabello e Moisés; Rodrigo Lindoso, Marcelo, Renatinho (Marcelo Benevenuto 36’/2ºT) e Leo Valencia (Rodrigo Pimpão 30’/2ºT); Luiz Fernando e Brenner (Pachu 39’/2ºT) – Técnico: Alberto Valentim.

Fonte: Redação FogãoNET