A notícia de que Jefferson vai precisar passar por outra cirurgia ainda está rendendo no Botafogo. O coordenador médico do clube, Luis Fernando Medeiros, está com o futuro em xeque e, portanto, a demissão do médico não está descartada em General Severiano, segundo apuração do Esporte Interativo.

O futuro de Luis Fernando vai depender da recuperação de Jefferson. O goleiro, que procurou um médico fora do clube para se tratar, pode voltar para a mesa de cirurgia ainda este ano para operar, novamente, o tríceps do braço esquerdo. O processo cirúrgico não é simples e consiste em retirar enxerto do joelho para reconstruir o local da lesão

Torcedor do Botafogo assumido, Luis Fernando Medeiros voltou a trabalhar no clube em janeiro deste ano. Em 2012, ainda no mandato de Mauricio Assumpção, o médico foi demitido e voltou a General Severiano após quatro anos. Recentemente, o atacante Canales precisou operar o tornozelo, mas o coordenador apenas acompanhou o processo cirúrgico.

Jefferson se machucou em maio desde ano, em partida contra a Juazeirense, pela Copa do Brasil. Depois da cirurgia, a expectativa de retorno do goleiro aos gramados era de três a quatro meses. Em setembro, o ídolo alvinegro participou de um jogo-treino contra o Bangu, mas voltou a sentir dores.

O Botafogo ainda não se pronunciou oficialmente. Em coletiva nesta sexta-feira (18), o técnico Jair Ventura preferiu não comentar sobre o assunto. Já a assessoria do jogador aguarda posicionamento da diretoria alvinegra para, enfim, comentar a respeito.

Fonte: Esporte Interativo