O grupo que resolveu ajudar financeiramente o Botafogo, pagando os salários atrasados dos jogadores e assumindo a folha de pagamento do Departamento de Futebol até o fim do ano, é formado por 12 pessoas, que fazem questão do anonimato. A informação é a principal da coluna Panorama Esportivo publicada na edição deste sábado do jornal O GLOBO.

O presidente Maurício Assumpção, que se recusa entregar o cargo, está alijado do dia a dia do clube e não tem mais clima para lidar com os atletas. Agora é tudo com o Grupo dos 12.

PRAGA

Um influente cacique da política do Botafogo está convencido de que reeleição de presidente é o que de pior pode acontecer com um clube de futebol.

De acordo com seu raciocínio, num segundo mandato o cartola se sente dono do clube e acaba cometendo as maiores barbaridades, entre eles empregar amigos em cargos vitais para o clube.

PERGUNTAR NÃO OFENDE

Por que o presidente Maurício Assumpção não entrega o cargo?

Fonte: Coluna Panorama Esportivo - O Globo Oline