Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Carioca

17/04/21 às 16:00 - Maracanã

Escudo Fluminense
FLU

X

Escudo Botafogo
BOT

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

X

Escudo Botafogo
BOT

Campeonato Carioca

10/04/21 às 21:05 - Raulino de Oliveira

Escudo Volta Redonda
VRE

2

X

2

Escudo Botafogo
BOT

(Hahaha!) Flamengo registra o pior público do novo Maracanã: apenas 2.487

0 comentários

Compartilhe

O time reserva do Flamengo sofreu para conseguir vencer o Madureira por 2 a 0, nesta quarta-feira, pela nona rodada do Campeonato Carioca. Nas arquibancadas, o desempenho se refletiu na presença do público. O Maracanã, estádio que vai receber a grande final da Copa do Mundo 2014, em julho, amargou o pior público desde a reinauguração para os clubes brasileiros.

 

Negueba fez um dos gols da vitória flamenguista Foto: Peter Ilicciev/Agência Eleven / Gazeta Press
Negueba fez um dos gols da vitória flamenguista
Foto: Peter Ilicciev/Agência Eleven / Gazeta Press

Na noite desta quarta foi registrada a partida com menos gente desde 21 de julho de 2013: apenas 3.376 torcedores. Já o número de pagantes foi menor: 2.487, o que gerou uma renda de R$ 117.620,00.

Formadores da considerada maior torcida do Brasil, os flamenguistas preferiram a comodidade do sofá de casa a pagar preços exorbitantes para uma partida do Campeonato Carioca e decepcionaram nas arquibancadas. Com preços que variaram de R$ 60 a R$ 160 (inteira), nem a promoção para sócios-torcedores a R$ 15 atraiu público.

 

“Fazer um espetáculo sem torcedor, qualquer que seja o estádio, é muito ruim. A motivação, a energia, o frio na barriga, que é normal, em um estádio vazio cai muito, cai até o espírito do jogo. É uma pena jogar no Maracanã com tão pouco público”, disse Jayme de Oliveira, técnico do Flamengo, que ainda lembrou com saudade o tempo que atuava dentro das quatro linhas.

Antes, quem amargava o título de pior público e renda do novo Maracanã era o Fluminense. Na partida contra o Resende, no último dia 29 de janeiro, também pela competição estadual, o tricolor carioca havia conseguido preencher apenas 6.995 cadeiras da arena.

“Eu tive a oportunidade de jogar neste estádio com muita gente na maioria das vezes. É um momento nostálgico. Mas alguma coisa tem que ser feita. Colocar o time em campo com tão pouca gente, se gasta muito dinheiro. Temos que fazer jogos que possam dar sustentação com renda, essas coisas. Até porque a motivação é outra. Não vou dizer que é desanimador, mas se estivesse cheio o espetáculo seria mais motivante”, ressaltou Jayme.

​O próximo compromisso do Flamengo é no sábado contra o Resende, às 18h30, no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, pela 10ª rodada do Carioca. Quem compareceu ao estádio e teve que ver as arquibancadas vazias foi o ator americano Michael Keaton, que está no Rio para promover o filme Robocop, com direção do brasileiro José Padilha.

Comentários