A demissão de Sheik, Bolívar, Edilson e Julio César pelo ex-presidente Mauricio Assumpção ainda ecoa no Botafogo. Capitão da equipe e melhor goleiro do Campeonato Brasileiro, Jefferson afirmou que a dispensa do quarteto teve papel fundamental no rebaixamento para a Série B.

– Quando os mais experientes foram saindo, automaticamente o grupo foi perdendo identidade, força… Chegou um momento que eu tive que esquecer as coisas de fora do campo. Muitos atletas estavam precisando de incentivo, força. Até eu, pelo ano do Botafogo, precisava de uma concentração fora do normal para continuar sendo valorizado, continuar buscando meus objetivos. Se eu ficasse olhando em volta, talvez nem estivesse na seleção brasileira – afirmou o goleiro, em entrevista ao Globoesporte.com.

Fonte: Redação FogãoNET